sexta-feira, 18 de abril de 2008

UMA MAIOR SOLIDÃO



Vocês lembram de quando eu ainda era uma noiva e não tinha a menor paciência de ficar discutindo sobre cor de fita pra enfeitar banco de igreja ou menu de recepção? Se eu não tive saco para essas frescurinhas básicas no meu casamento, imaginem agora ficar ouvindo essas coisas sobre o casamento dos outros!

Eu devo ser chata mesmo, daquelas de galocha. Se é pra falar de casamento, então vamos falar do meu, que foi incrivelmente complicado e ao mesmo tempo inesquecível, diferente de todos os que a gente anda vendo por aí (modestamente...). Complicado porque nada saiu como eu tinha planejado, e até meu paizinho foi pro céu 13 dias antes... E diferente porque a coisa mais bonita que se viu ali foi a alegria dos noivos, que conseguiu contagiar todo mundo independente de a igreja ser pequena, ou a daminha estar usandoum vestido emprestado, ou a decoração ter sido feita por uma amiga da minha mãe (e não ter custado quase nada)...

Tenho 4 amigas próximas preparando seus respectivos casamentos. A recepção de uma delas já está indo na casa dos 27 mil... A outra quer lírios cor-de-laranja enfeitando a igreja. Todo mundo quer casar no centro da cidade, porque é chique. E eu, repetindo, devo ser mesmo um porre. Eu acho tudo isso uma absoluta frescura e não agüento ver gente que prepara a cerimônia durante mais de 2 anos! Não agüento aquele caqueado com a noiva, com o vestido, esticando aquela cauda tamanho do mundo de 5 em 5 minutos, pagar mais de mil reais pra ter meia dúzia de luzes coloridas iluminando a entrada da igreja...

Mas sabem por quê? Não é só chatice não! É porque eu acho tudo desnecessário! Pra mim as coisas mais bonitas do mundo são bem simples. E cerimônia nenhuma, com toda a pompa que pode ter, tem algum valor se o casal não souber o que fazer no dia seguinte. O casamento é todo o resto que vem depois da cerimônia. Por isso que eu acho um desperdício gastar tanto dinheiro com uma noite só! Eu acho que coisas com menos ostentação são mais verdadeiras. Mas tá bom, é só uma opinião minha e não vai mudar o mundo mesmo...

Talvez seja só chatice...

Uma maior solidão
(Fernando Pessoa)

Uma maior solidão
Lentamente se aproxima
Do meu triste coração.

Enevoa-se-me o ser
Como um olhar a cegar,
A cegar, a escurecer.

Jazo-me sem nexo, ou fim...
Tanto nada quis de nada,
Que hoje nada o quer de mim...

3 comentários:

Monica disse...

Concordo plenamente...
Gasta-se a rodo e o povo ainda sai metendo o pau na festa!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjsssssss

Luciana Amâncio disse...

...por que esta pessoa que gastará 27 mil não me presenteia com um Gol 98??? Custa pelo menos 15 mil a menos!!!

Eu, hein?!?

Se eu tivesse um noivo a fim de gastar tanto, teria resolvido o problema bem antes: nem seria noiva dele! Né chatice sua nãaao, o povo que é fútil! É feio queimar dinheiro num país faminto e pobre...

:P

te amo! :)

mar disse...

cada um gasta o q quiser (que deve até ter sobrando mesmo) mas tb acho que o mais importante vai muitoooooo além disso