quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

BEM-VINDO, 2009!


Para o seu ano ser realmente novo, não deixe que ninguém te maltrate, cuide de si e tente não machucar ninguém. Basta isso. Na verdade é uma doidice essa história de achar que depois da meia-noite tudo vai ser diferente, eu vou ter menos vontade de comer e mais disposição para estudar, essa história de achar que o que eu não consigo fazer hoje certamente vou fazer a partir de amanhã. Mas já que estamos nesse clima, pelo menos aproveite para tentar cuidar da sua vida independente do que os outros sugiram. Todo mundo tem a receita da felicidade para os outros, já reparou? Esqueça isso, siga seu coração, tome suas decisões, quebre a cara se for preciso. O ano é seu, a vida é sua. Pouco importa o resto.

Feliz Ano Novo (tomara que o meu revéillon no plantão do Memorial seja bom...)!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

OLHA O BALANÇO!


O Natal passou (pelo menos comercialmente falando, já que liturgicamente o Natal dura 8 semanas!), a moda agora é Ano Novo. Andei relendo posts antigos e comprovei que escrevo esse Veleiro para mim, para poder parar e lê-lo em tardes assim, sem obrigações. E eu escrevo bem, hein? kkkkkkkk

Eu fiz 3 promessas no final de 2007: regime, estudar e economizar. O balanço após um ano é:



  • Não fiz regime mas acabei emagrecendo: viva o fato de eu não saber cozinhar!


  • Não estudei todo o ano, mas dei uma super carga no 2º semestre. Tirei nota boa na prova de ACLS da última terça e isso já valeu pelo período inteiro!


  • Economizei sim, como não? Renegociei minha dívida do VISA e vou terminar de pagá-la em março, não usei o cartão no 2º semestre (exceto esse mês, por necessidade, mas com moderação), não fiz novas dívidas, e fechei o ano honrando meus compromissos financeiros!

Nas últimas badaladas de 2008 consegui o estágio do Memorial e é com o dinheiro desse estágio (e do meu plantão de 24h no Revéillon) que vou pagar a mensalidade do SJT de janeiro e o empréstimo que o Capitão teve que pedir por minha causa, e ainda vai sobrar um troco (coisa que há muuuuuuito tempo não acontecia!). Eu terminei 2007 cansada e sem saber se tinha escolhido as coisas certas pra minha vida: não sabia se queria ser médica, tinha vontade de começar um curso nada-a-ver, achava que tinha casado cedo demais... 2008 foi o ano de colocar as coisas no lugar, de arrumar a casa. Voltei a ter certeza sobre esse curso, principalmente agora que cheguei ao último período dele (sim, estou no 12º)!!! Vou fazer o preparatório para a Residência no ano que vem, algo que eu achei que jamais aconteceria, mesmo que o Memorial tenha me obrigado a assistir só às aulas do sábado (vou faltar aos domingos, mas acho que já deu pra perceber que eu não posso desperdiçar o dinheiro desse estágio...). E ainda aconteceu uma coisa muito boa na semana passada: minha amiga Carol fez as pazes comigo! O espírito natalino baixou no coração dela e as coisas se ajeitaram. Veja que coisa excelente para o final do ano!

Sabe que às vezes a gente pensa que o ano nem foi tão bom assim, só porque ainda não conquistamos tudo o que queremos para a vida, mas depois de fazer o balanço percebemos que ele foi bom DE VERDADE!

Que venha 2009!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

APRENDENDO A DIRIGIR


Semana do Natal e Jesus - como sempre - já deve estar entediado... Deve estar pensando "Como eles puderam transformar nessa doidice a semana em que se celebra o meu nascimento?". Vocês repararam? O centro da cidade está um caos, o shopping está uma selva, até a Internet já está congestionada (deve ter gente gastando horas mandando seus e-mails de Natal...)! Todo mundo correndo para comprar os presentes do amigo secreto (aquela brincadeira legal em que você dá uma camisa de marca e recebe um resta-um...), se empanturrando de comida nas confraternizações, disputando a tapa uma blusa na Riachuelo... Isso é muita doidice! Quem foi que disse que isso é o Natal?

Entediada na verdade estou eu. Não agüento ver nem a Globo e sua musiquinha. Não sou chata não, estou até disposta a assistir o especial de Roberto Carlos, acho legal! Mas é essa correria que me estressa. É essa gente que troca os valores, que faz uma ceia humanamente impossível de ser comida numa noite só, que gasta horrores num vestido de festa para celebrar nem sabe o quê. É a propaganda do shopping Boa Vista que diz "O Natal é dar e receber" e estimula o consumo desenfreado até nas crianças pequenas. O Natal é um momento pra gente pensar que o Rei do Universo nasceu numa manjedoura, simples, sem luxos. Que Nossa Senhora ficou em silêncio contemplando a maravilha que tinha saído do seu ventre, e que São José aceitou a tarefa de ser pai do seu próprio Senhor, assim, de maneira humilde, sem revelar a ninguém. A gente comemora porque é o aniversário de Jesus, e concordo até com os presentes, mas nada exagerado, o aniversariante é ele, não nós. Essa deveria ser a semana da paz, mas o mundo transformou na semana da correria, das compras de última hora, da fila no supermercado para comprar o peru. O médico que passa os casos da enfermaria no Memorial disse ontem que Natal é festa chata, de blá-blá-blá religioso, reunião de família, e que bom mesmo era o Revéillon, comemorando na praia, champanhe até amanhecer. É justamente esse tipo de comentário que me deixa entediada...

E o Memorial... Bem, está indo. Todo início é difícil, eu sei. É complicado chegar num lugar onde todo mundo já se conhece e trabalha de um jeito, e você tem que ficar correndo atrás para pegar o ritmo. Num primeiro momento ninguém confia que você seja capaz e não quer te dar muita oportunidade. Não é culpa do meu colega de plantão: ele é exageradamente carismático e tem um jeito de falar com todo mundo como se fosse parente dele. O resultado é que as menos cuidadosas facilmente se encantam (hã? quem? o quê?), e foi o que me pareceu com relação às auxiliares de enfermagem de ontem. E olhe, gente enxerida, sinceramente, eu não gosto não, seja homem, seja mulher. Uma vez que o cara é casado, na minha opinião tem que haver limite; entretanto se o cara mesmo não dá o limite o negócio desanda. Mas tudo bem, isso não é problema meu, se alguma copeira falasse com o Capitão passando a mão no rosto dele, aí sim, eu viraria uma lavadeira em dois tempos. O que é meu problema é o despeito com o qual elas me trataram por eu ser mulher e ter tomado boa parte do tempo do "Dr." Assim: o plantão era ele e elas, aí chego eu e ocupo a atenção, só por sermos bons amigos (e não apenas colegas de plantão). Meu problema é ter que ouvir de uma delas "Doutor, não vá embora, o senhor acha que nós vamos preferir ficar com uma figura masculina ou com ela?". Aí, não, é muita esculhambação pra mim! O cara é casado, minha filha, vá procurar um auxiliar de serviços gerais que não tenha compromisso, faça-me o favor!

Enchi também porque ninguém me deixou fazer sozinha aquilo que eu me preparei durante toda a semana para fazer. Exemplo: se você tira a carteira mas não tem prática de direção, aí estanca o carro quando o sinal abre, o povo começa a buzinar e o carona diz "Vai, deixa eu tirar o carro, passa para o outro banco", mesmo que ele tenha tido a melhor das intenções - não querer que você ficasse aperreada com as buzinas - por acaso ele realmente te ajudou? Você pensou com seus próprios neurônios? Você tinha todas as informações na cabeça - girar a chave, acelerar, soltar a embreagem - mas na hora ele não te deu a chance de encadear passo a passo essas informações e tomar a atitude: ele pegou a chave e assumiu a direção. Você não fez nada. Você não mostrou que podia. E ficou parecendo que você não tinha aprendido a dirigir.

Resumindo, o que aconteceu no plantão de ontem foi isso.

Bom, post enorme, lê quem quer. Feliz Natal a todos.


quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

BIPOLAR


Embora seja difícil para os que estão fora entender, a formatura da 114 e o resultado oficial da residência do HC sim, ainda estão aqui incomodando. É quase como aquele estudante de 2º ano que vê os amigos passarem no vestibular e pensa: "Cara, eu ainda tenho um ano todinho pela frente...". Uma vontade de que o dia chegue logo e medo que ele chegue mesmo. E medo de não conseguir. De não poder colocar "Dra. Marcella, R1 de pediatria em 2010". Eu tenho tantos pedaços com medo dentro de mim que nem sei...

E como foi o plantão de domingo, meu tão sonhado estágio remunerado? Foi bom, se querem saber. Quer dizer, booom, booom, não foi não, mas foi bom... =D Estou meio enferrujada em neonatologia, fiquei meio enrolada. Li um pouco desde lá, mas nesse momento deveria estar estudando e não estou. Neste momento estou curtindo esse sentimento estranho do qual falei no 1º parágrafo. E Padre Fábio cantando pela Rádio UOL...

Posso, tudo posso naquele que me fortalece

Nada e ninguém no mundo vai me fazer desistir

Quero, tudo quero, sem medo entregar meus projetos

Deixar-me guiar nos caminhos que Deus desejou para mim e ali estar

Segunda, ontem, hoje, eu tô me sentindo a mosca do cocô do cavalo do bandido. Eu acho que não posso é nada. Vai passar, sempre passa, e o Capitão dormindo no quartel também ajuda... Sabe os dias em que tudo parece embaralhado? Esse dia é hoje...

Mas uma coisa do plantão foi muito boa: não doeu. Aconteceu tudo o que antes faria doer muito, mas não doeu. Eu queria até que o Capitão lesse isso e se convencesse de uma vez: faz tempo que não dói, não está doendo, não vai doer mais. Seria mentiroso dizer que isso nunca me fez feliz (fez, muito...), mas hoje eu sou feliz por outros motivos, e o Capitão está em todos eles. Bastava que ele compreendesse e tudo certo, mas cada um tem seu tempo e ele vai se convencer, mais cedo ou mais tarde...

O importante é o seguinte: plantão todo domingo até segunda ordem, se ainda doesse daquele jeito eu estava lascada...

Só quem já provou a dor
Quem sofreu, se amargurou
Viu a cruz e a vida em tons reais

Quem no certo procurou
Mas no errado se perdeu
Precisou saber recomeçar

Só quem já perdeu na vida sabe o que é ganhar
Porque encontrou na derrota o motivo para lutar
E assim viu no outono a primavera
Descobriu que é no conflito que a vida faz crescer

Que o verso tem reverso
Que o direito tem avesso
Que o de graça tem seu preço
Que a vida tem contrários
E a saudade é um lugar
Que só chega quem amou
E que o ódio é uma forma tão estranha de amar

Que o perto tem distâncias
Que esquerdo tem direito
Que a resposta tem pergunta
E o problema solução
E que o amor começa aqui
No contrário que há em mim
E a sombra só existe quando existe alguma luz...

(Contrários - Padre Fábio de Melo)

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Aula de encerramento da 114. Minha gente, têm noção do que é isso? Aula de encerramento da 114, começo da semana da formatura deles. O povo que passou no mesmo vestibular que eu. O povo que foi monitor de Fernandinho no mesmo ano que eu. Estão tendo a semana da formatura. Tá tudo virando médico. Minha Nossa Senhora, a próxima turma é a minha!!!
Me deu uma aflição do tamanho de um trem agora, eu que não sou uma pessoa desenrolada mesmo na sala de parto (meu habitat natural...), eu que não consigo enfiar na cabeça os protocolos do ACLS (porque odeio cardiologia...), eu que morro de preguiça de estudar... Como é que eu vou ser médica? E a 114 já está em festa! O povo que eu vi de cabelos e sobrancelhas raspados no Encontro dos Aprovados de Fernandinho em 2002! Esse povo já recebeu o resultado da prova de residência do HC e alguns já são residentes! E EU NÃO CONSIGO NEM APRENDER O QUE EU TENHO QUE APRENDER!!!
Agora já nem sei mais se fiz a escolha certa nesses plantões de domingo...

sábado, 13 de dezembro de 2008

UM ANO NOVO COR DE ESPERANÇA!


Apesar de não ser pródiga em ter paciência, todos aqui são testemunhas de que eu sempre acreditei que esperar o cumprimento da vontade de Deus era sim a melhor atitude diante da vida. Pois bem, neste final de ano (ano por sinal em que nada de extraordinário tinha acontecido) Deus mostrou a mim e ao Capitão que Ele é fiel e está vendo cada dificuldade pela qual nós passamos.

As novidades, portanto, são as seguintes:


  • O Capitão foi aprovado em 2 concursos públicos: para professor de matemática em Glória do Goitá e para professor de informática pelo Governo do Estado. Com isso ele poderá sair da Aeronáutica (um emprego que ele simplesmente odeia) no próximo ano, além do fato de colocar em prática o diploma de curso superior que tem.


  • Euzinha aqui fui convidada para dar plantão na unidade neonatal do hospital Memorial Guararapes, em Jaboatão, todos os domingos, das 7 da manhã às 7 da noite, GANHANDO DINHEIRO! Isso é maravilhoso porque dinheiro é um artigo em extinção na minha vida ( faz tempo que não sobra nem para pagar as contas do mês, quanto mais para excessos...) e ainda é mais maravilhoso porque eu amo neonatologia e pretendo me especializar nisso quando for pediatra, então passar todos os domingos ocupada colocando bebezinhos no mundo não vai ser tão difícil assim! =D

É isso. Já dizia Santa Tereza D'ávila: "A paciência tudo alcança". E 2009 será, enfim, um verdadeiro ANO NOVO!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

HUAHUAHUA (ou "COMO O CASAMENTO ESTRAGA O AMOR")


O homem perfeito é lindo

Tem um pouco de mistério

É belo quando está rindo

É belo quando está sério

O homem perfeito é bom

tem um jeito carinhoso

Quando fala, em meigo tom

causa arrepio gostoso

O homem perfeito é fino

É solícito, é fiel

Tem a graça de um menino

E é mais doce que o mel

O homem perfeito adora

Dar flores, botões de rosa,

A uma velha senhora

Ou uma jovem formosa

O homem perfeito tem

Energia, não se cansa,

Lava louça, cozinha bem,

Gosta muito de criança

O homem perfeito é

Sensível à grande arte

Gosta de dança e ballet

Nunca haverá de magoar-te

Para encerrar a preceito

estes versos que alinhei:

Se existe um homem perfeito…

...O FILHO DA PUTA É GAY!!!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

LER, DECORAR, ESQUECER, LER DE NOVO, DECORAR, ESQUECER, LER OUTRA VEZ, DECORAR, ESQUECER...


Duas e meia da manhã e eu aqui de novo, tentando estudar cardiologia... Enquanto o próximo rodízio não chega - e com ele a obrigação de acordar cedo - vou dedicando o dia para as tarefas domésticas e a noite para os estudos. Mas estudar cardiologia para mim é sempre uma guerra: não gosto e não entendo, não necessariamente nessa ordem...

Estamos fazendo um curso forçado de atendimento cardiológico de emergência. Forçado porque foi o jeito que a faculdade arranjou de preencher o tempo ocioso desse rodízio. Estou passando essas 5 semanas tentando me convencer de que é importante (porque na verdade é mesmo), mas quando a coisa não é do agrado da pessoa fica muuuito difícil. Li e reli agora à noite todo o protocolo das bradicardias, depois do fiasco que foi a prática de hoje à tarde: entretanto tenho a impressão de que se for colocado na minha frente um paciente com freqüência cardíaca menor que 60 eu vou sair correndo procurando um médico... Nesse momento meus neurônios começam a dar sinais de que encerraram o expediente. Daqui pra frente já sei que mais nenhuma informação relevante vai ser processada...

Não sei se vou conseguir sobreviver a essa sensação de que VOU ME FORMAR DAQUI A 8 MESES E NÃO SEI DE NADA!!!
P.S.: Paradinha básica pra ver besteira e descansar os neurônios: eu nunca tinha visto Flávia Alessandra dançando pole dance e acabei dando de cara com um vídeo dela no Youtube. PQP! O que é aquilo? A mulher é um espetáculo! Sinceramente, Marcella, você está a anos-luz de ser uma mulher sexy! Com essa eu vou até dormir!

domingo, 7 de dezembro de 2008

FÉRIAS!!!


"O SJT Preparatório para Residência Médica tem o prazer de tê-lo no período letivo 2009. Contamos com sua dedicação e persistência ao longo desta jornada. Aos seus amigos fale do SJT, o melhor programa de treinamento para as provas de Residência Médica. Atenciosamente, Equipe SJT. "

Ah, claro que sim, depois que eu decido pagar os 400 reais por mês qualquer um tem prazer em me receber...

Nas próximas 3 semanas só precisarei ir ao HC na terça e na quarta à tarde. Estou com todas as manhãs livres (porque não sou obrigada a comparecer às atividades de Radiologia que, sinceramente, não me interessam...). Ou seja, estou de férias! \o/ rsrsrs

Boa semana a todos!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

PREGUIÇA ATÉ DE PROCURAR IMAGENS!

Parece que eu não tenho nada pra fazer: meia-noite e sete minutos desta madrugada de quinta para sexta e eu aqui lendo posts do Veleiro escritos de janeiro para cá. Tudo porque comecei a estudar Infecções Respiratórias Agudas em crianças e virou um carnaval na minha cabeça. Amanhã tento de novo, do começo, só pra variar...
Concluí que este Veleiro já teve seus dias de glória, quando os posts tratavam de assuntos relevantes (nem que fossem relevantes apenas para a minha vida) e eram bem construídos. Hoje em dia não há uma só novidade por aqui. Que decepção...
O Capitão está aqui deitado, roncando, numa tranquilidade de bebê. Aliás, meus futuros filhos, se puxarem ao pai, dormirão todos com a bunda pra cima, balançando... =D
Eu vou dormir, porque amanhã (quer dizer, mais tarde) ainda é sexta, ainda tenho que ir ao HC, ainda tenho que representar o papel de doutoranda-sem-função. Antes, só para deixar claro, há um motivo para os posts do Veleiro terem perdido a graça: o que os deixava mais interessantes também perdeu a graça. A verdade é que tudo na vida tem um fim. E olha, gravidezes põem fim em muitas coisas. E quando eu canso de uma coisa, aí, queridos, eu canso mesmo!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

A PACIÊNCIA TUDO ALCANÇA...


"Tende, pois, paciência, meus irmãos, até a vinda do Senhor. Vede o lavrador: ele aguarda o precioso fruto da terra e tem paciência até receber a chuva do outono e a da primavera."

(Tiago 5,7)

Ai, como eu preciso de paciência!... Ai, como pra mim é difícil aguardar o fim desse curso interminável (e dessa vida de doutoranda sem sentido...), a falta de um salário que me permitiria no mínimo alugar um apartamento com área de serviço... Ai, Senhor...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

INVOCAÇÃO À SAUDADE


Oh! filha melancólica dos ermos,

Consolo extremo, e amiga no infortúnio

Fiel e compassiva;

Saudade, tu que única inda podes

Nest'alma, erma de amor e de esperança,

Um som vibrar melodioso e triste,

Qual vento, que murmura entre ruínas,

Os gemebundos ecos acordando;

Vem, ó saudade, vem; - a ti consagro

De minha lira as magoadas cordas.

Quando o sopro da sorte impetuoso

Nos ruge n'alma, e para sempre a despe

Do pouco que há de amável na existência;

Quando tudo se esvai, - ledos sorrisos,

Suaves ilusões, prazeres, sonhos,

Ventura, amor, e até a mesma esp'rança,

Só tu, meiga saudade,

Fiel amiga, jamais nos abandonas!

Jamais negas teu bálsamo piedoso

Às chagas do infortúnio!

Qual de remotas, flóridas campinas

Da tarde a branda aragem

Nas asas nos conduz suave aroma,

Assim tu, ó saudade,

Em quadras mais ditosas vais colhendo

As risonhas visões, doces lembranças,

Com que vens afagar-nos,

E ornas do presente as sendas nuas

Co'as flores do passado.

Não, não é dor o teu pungir suave,

É um triste cismar que tem delícias,

Que o fel aplaca, que nos ferve n'alma,

E o faz correr banhando áridos olhos,

Em mavioso pranto convertido.

No íntimo do peito

Despertas emoções que amargam, pungem,

Mas fazem bem ao coração, que sangra

Entre as garras de austero sofrimento!

(Invocação à Saudade - Bernardo Guimarães)

Valeu, Gil! Vai em paz!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

MORAL DAS HISTÓRIAS


Saiu o resultado da Residência do HC. A maior nota de pediatria foi 7,8 (de uma menina da 114 chamada Marcelinha - premonição? ;D), mas a 2ª foi 7,01 e a partir daí choveu 6 e alguma coisa. Moral da história: é estudar pra tirar 7, porque na prova de títulos eu vou me lascar mesmo (só tenho 240h de monitoria e 312h de estágio no IMIP...), então é melhor me garantir na prova teórica...

Estou voltando a esse assunto, mas diante das circunstâncias é inevitável. Uma pessoa muito querida da Igreja está aos pouquinhos indo se encontrar com Deus, devido a um câncer hepático super agressivo descoberto há mais ou menos 1 mês. A moral dessa história é: a vida é curta, e mesmo sabendo disso a gente teima em ignorar essa verdade. Hoje você está bem, amanhã pode estar deitadao numa cama de hospital. E quando eu falo amanhã não é daqui a 50 anos, pode ser amanhã mesmo! E se não for você, pode ser alguém que você ama. E aí? Morrer é inevitável, o mais importante é amar e aproveitar a presença dessa pessoa, amá-la muito, independente de qualquer coisa. Se essa pessoa for embora, e aí?

Quando se faz medicina uma das coisas que se aprende é que o ser humano não é porcaria nenhuma. Hoje à tarde tive aula no SVO - Serviço de Verificação de Óbitos - uma espécie de IML para mortes não-violentas. Basta dizer que se o único ramo da medicina fosse esse eu iria procurar emprego no comércio. O cheiro é terrível e fica difícil imaginar que aquele monte de órgãos grudados um dia já foi uma pessoa de carne e osso. O professor tirou pedaço do esôfago, espremeu o pulmão para mostrar que a mulher tinha morrido de edema, abriu a aorta para mostrar a aterosclerose, abriu tudo o quanto estava fechado. Havia mais 4 corpos lá (incluindo o da mulher cujos órgãos a gente estava examinando, porque quero deixar claro que os órgãos estavam para um lado e a mulher em si estava para outro...). Bom, eu sei que ninguém aqui está interessado nos detalhes desta minha tarde sórdida de quarta-feira, então o resumo da ópera é: a gente não é nada nessa vida, quando morre vira só um bocado de órgãos separados do corpo, o mais importante é amarmos uns aos outros, enquanto ainda é tempo...

Bom, estudar também é importante. Afinal, eu tenho que tirar 7,0! =D

PORQUE FALTAM 9 MESES...

2 e meia da manhã e eu aqui vendo vídeos sobre Reanimação Cardiopulmonar no Youtube. Digam lá: isso é que é vontade de aprender, não? =D

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

SEI LÁ, NUNCA SE SABE...


Uma das coisas tristes que a Internet acabou inventando foi a manutenção do Orkut de pessoas mortas. A página do Orkut só é excluída mediante uma senha, e essa geralmente só quem sabe é a pessoa, então se o dono da página morre ela fica lá, pra sempre, como um memorial. Aí chovem recados dos amigos com mensagens do tipo "Vai com Deus, sentiremos saudade!", como se o falecido pudesse ler alguma coisa lá do além... Isso é tão triste que me incomoda bastante. Por isso, pelo amor de Deus, meu login do Orkut é o mesmo do hotmail e a senha é amilson, caso aconteça alguma coisa, por favor, não deixem que a minha página fique lá pra sempre, não... ;-)

Boa semana!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

PLIM-PLIM!


José Mayer e Camila Pitanga fazendo um casal na novela da tarde: isso deveria se chamar "A VIDA COMO ELA DEVERIA SER". (Adendo: sim, pessoas, eu estou assistindo à novela da tarde, porque meu rodízio de Saúde Coletiva é um marasmo...). Senão, vejamos:

  • Nem todas as médicas são lindas e tremendamente inteligentes como Camila Pitanga, uma pessoa que supostamente após 12 horas de plantão continua com os cabelos arrumadíssimos e a pele perfeita. Está tão arrumadinha que do hospital mesmo pode pegar o carro e seguir para o hotel onde o pai toca, para tomar uma tacinha de champanhe básica antes de ir pra casa e estudar a noite toda...
  • Nem todos os médicos são galantes como José Mayer (leia-se safados...), que convidam a felizarda para passar um fim de semana em sua mansãozinha em Petropólis, e levam a amada a bordo de uma BMW igualmente básica, com uma voz mansa dizendo exatamente o que ela quer ouvir...

  • Nem todos os hospitais (aliás, quase nenhum, na verdade) são tão bem equipados como a clínica do dr. César Andrade de Melo, onde a emergência supostamente vinculada ao SUS não tem uma gotinha de sangue para contar história, e o refeitório dos médicos fornece uma comidinha tão light que parece restaurante vegetariano...

Mas a vida deveria ser assim, mais glamourosa, mais chique como a novela da tarde. As pessoas deveriam se reunir todas as noites para jogar conversa fora no jardim de sua cobertura, tomando champanhe (claro...) e comendo o jantar que Ceça fez (aliás, Ceça deveria se vestir com aqueles uniformezinhos azuis elegantérrimos, e não com camisa de candidato a vereador...). Todos os zeladores de escola deveriam ter uma casa tão pobre quanto Oswaldo (o zelador da novela); aliás, eu deveria ter uma casinha pobre daquelas e ele deveria vir morar no Chico...

Por que não? Por que fazer apologia da breguice? Gente fina é outra coisa, entende? E viva o padrão Globo de qualidade!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

DESMENTIRAS E JOSÉ AUGUSTO


rsrsrsrs Não, pessoas, não estou grávida. Vocês acham que estaria nessa tranqüilidade toda, escrevendo no Veleiro, caso uma barriga estivesse prestes a crescer em mim? Se Deus quiser isso ainda vai demorar pelo menos uns 3 anos... =D

De qualquer forma, excluí o post anterior. Podia ser que alguém viesse me dar os parabéns e a coisa iria ficar constrangedora... :D

Eu só vou deixar José Augusto porque estou numa fase brega... rsrsrs

"Eu jurei pra mim que nunca mais iria amar ninguém
Que se acaso eu me envolvesse só seria de momento
Que jamais, em tempo algum, iria acreditar de novo
Que ninguém teria a manha de ferir meus sentimentos

Por eu ter me machucado
Eu achei melhor fugir
Mas você foi me tocando com cuidado
Se apossou de mim

Por eu ter me machucado
Quase, quase que perdi
A doçura selvagem dos teus abraços
O amor mais lindo que eu conheci

Sempre fui uma pessoa reservada e fria
Tô aqui contando estrelas, olho o mar, tá tão bonito
Quero mais é ir bem longe nesse nosso amor profundo
Eu te quero, amo, adoro, coisa mais linda do mundo

Por eu ter me machucado
Eu achei melhor fugir
Mas você foi me tocando com cuidado
Se apossou de mim

Por eu ter me machucado
Quase, quase que perdi
A doçura selvagem dos teus abraços
O amor mais lindo que já conheci..."

P.S.: Tradução = essa foi a música que me fez namorar o Capitão, há 11 anos atrás. Tá bom, é poooodre de brega, mas na época combinava tão direitinho... =D

domingo, 16 de novembro de 2008

ÔÔÔ... MAS POR QUÊ?...


I-N-C-R-Í-V-E-L o que esse blog ainda consegue fazer. Um comentário vindo from USA de uma pessoa que faz muuuuuito tempo que não vejo! Viva o mundo virtual!

A bomba da semana (=D): Fábio Assunção é afastado de Negócio da China por ser - pasmem - viciado em cocaína. O personagem dele vai desaparecer misteriosamente e nunca mais voltar. Thiago Lacerda aparecerá para substituí-lo no triângulo amoroso com Grazi Massafera e Ricardo Pereira.

Vamos analisar friamente esse fato. Fábio Assunção é o protótipo do homem perfeito: lindo, de olhos azuis, sempre com palavras sensíveis na boca. A mulher que acorda ao lado de alguém como Fábio Assunção deve agradecer todos os dias a Deus ao menos por isso. Imaginem o que deve ser tomar café com aquele homem! Acho que até lavar o banheiro que ele usa deve ser interessante...

Aí, para deleite dos homens feios do meu Brasil (que não são poucos!), o protótipo de homem perfeito é um viciado em cocaína. Acaba afastado do trabalho por não conseguir cumprir seus compromissos e prejudicar o andamento da novela (novelinha bem insossa, o único sal que sobrou agora foi Ricardo Pereira...). Vejam: isso é o fim dos tempos! Nós, mulheres, seremos obrigadas a concordar que mais vale um Zé das Couves como marido do que um Fábio Assunção drogado? Seremos obrigadas a aceitar qualquer trepeça como companheiro porque evidentemente não existe homem perfeito e pior é ficar pra titia??? Ai, Jesus!

Quero que fique claro que esta é uma opinião de defesa da classe. Sou uma mulher casada com um homem que não tem nada a ver com Fábio Assunção, e isso agora é até elogio. Ele inclusive está achando excelente essa história, terá para sempre uma resposta na ponta da língua quando eu reclamar da sua... digamos... falta de sensibilidade. A gente acaba sempre casando com uma pessoa normal, mas a notícia do vício de Fábio Assunção nos impediu de sonhar com o príncipe do cavalo branco. Parece que ele de fato não existe...

É... Pára esse mundo, que eu quero descer...

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

SEPARA QUE É BRIGA!


Existem muitas coisas boas em se estar terminando o curso, mas existe também uma terrível: agüentar os xiliques da Comissão de Formatura. Se por um lado parece que eles nunca fazem nada certo, por outro é difícil acreditar que estão fazendo tudo errado. Afinal de contas, desde que se instituíram festas de formatura cheias de pra-quê-isso (deixando de lado o tradicional Colação-Missa-Baile) as Comissões se descabelam e brigam com a turma toda, mas nunca ninguém deixou de se formar por causa dessas coisas...

Na minha turma (adepta das confusões desde o 1º período, recheada de quase-doutorezinhos com um ego do tamanho de um trem) as assembléias cujo assunto era algo relacionado à formatura SEMPRE terminaram em mortos e feridos. Fulano de Tal, filho de doutor Beltrano, morador de Casa Forte, queria uma formatura digna de um médico; isso custaria $$$$$$$ reais. Marcella, filha de um enfermeiro e de uma dona-de-casa, moradora do Chico City, perguntava para si mesma por que não cortar alguns eventos desnecessários e fazer a formatura custar $$$ reais. Ora, que absurdo! Bem se vê que você não entendeu ainda a HONRA, o ORGULHO, a GRAÇA QUASE DIVINA de ser médico! Que absurdo!

Agora a 115 se envolve em mais uma discussão besta (porém bastante fértil para comentários aqui no Veleiro), típica de gente que não tem uma casa para tomar conta. Uma discussão em que vence quem mente mais. Vence quem consegue convencer o público de que tomou as decisões não em benefício próprio - afinal de contas, estamos aqui para representar A VONTADE DA TURMA - mas pensando exclusivamente na felicidade da maioria. Expulsam um membro da Comissão porque ele não cumpre os seus deveres (até aí, tudo certo); entretanto, relevam os erros de outros membros que são tão irresponsáveis quanto o primeiro, mas que são também bem mais populares que ele. Até onde essa expulsão foi causada pela irresponsabilidade da pessoa? Por que no Brasil, em Recife, na 115 virou moda praticar a máxima "Aos amigos, tudo; aos inimigos, a lei"?

A turma se revoltou, marcou-se uma assembléia para a próxima segunda, às 19h, num prédio no Espinheiro. Eu ia (de ônibus), porque gosto de ver o mar pegando fogo para depois comer peixe frito. Mas a Comissão mandou um e-mail que mais parecia Carta Aberta de candidato cassado, repleto de "Lamentamos o modo como as histórias têm sido contadas", "nós os representamos e vocês não podem ficar alheios aos fatos", "Gostaríamos de tranqüilizar a turma, a quem representamos e devemos satisfação"... Comecei a me sentir num guia eleitoral, e eu O-D-E-I-O política. Então pensei: por que cargas-d'água eu vou me danar a pegar 2 ônibus, à noite, para ouvir lamentações mútuas de pessoas cuja conta de celular (paga por papai...) é mais alta do que o aluguel do "prédio" onde eu moro? Eu não gosto de mais da metade daquele povo, algumas pessoas de quem eu gostava me decepcionaram enormemente e quem sobrou não está nem aí para essa besteira. Não acredito numa só palavra da Comissão, acho sim que eles decidem exatamente (e somente) o que fica melhor para eles (conheço aquelas peças), mas querendo ou não são eles que estão na linha de frente, batendo perna para correr atrás dos detalhes da formatura, porque eu mesma não tenho essa vocação. Então, se eu não posso fazer melhor, também não vou lá me estressar, senão terei que acabar concordando com aquele povo, e isso eu não quero fazer nem por decreto!

Vocês, que lêem o Veleiro e que irão à festa, aproveitar só o bom dela (como eu), fiquem aí dando risadas da falta do que fazer de algumas pessoas deste mundo...

P.S.: Capitão, se você ler esse post (em vez de ficar procurando chifre em cabeça de cavalo nos posts anteriores), saiba que eu AMO SÓ VOCÊ e NINGUÉM MAIS!!!! =)


sábado, 8 de novembro de 2008

QUESTÃO DE ATITUDE


Uma atitude disciplinada começa pelo autocontrole. A disciplina exige determinação e auto-domínio para não se deixar levar pelo estado emocional do momento. É preciso ter convicção daquilo que se quer. Também é necessário manter o objetivo em mente a fim de superar momentos de desânimo e seguir em frente.

Uma atitude disciplinada impede que você fique no meio do caminho ou - o que é pior - que não comece nunca. Ela muda sua relação com você mesmo e torna evidente a importância de cumprir os compromissos necessários para alcançar a sua meta.

Adotar uma atitude disciplinada significa fazer o esforço necessário para incorporar a nova atitude à rotina, não importando quantas vezes seja preciso cair e levantar. Ela exige atenção, esforço, responsabilidade. Exige também a vigilância sobre si mesmo, que irá evitar a armadilha das justificativas.

Na relação amorosa, uma atitude disciplinada significa estar atento para si mesmo e para o outro. Significa escolher como se deseja agir no relacionamento, em vez de reagir apenas. É a consciência de que é possível realizar a auto-transformação, desde que se esteja disposto a isso.

Uma atitude disciplinada é aquela que confia na própria capacidade de aprender e de mudar seguindo o fluxo da vida. É assumir o controle da sua atitude em vez de ficar à mercê dos acontecimentos.

A melhor recompensa de uma atitude disciplinada é perceber que não há limites para o próprio crescimento e que, quanto mais se exercita a disciplina, mais forte e realizado o ser se torna.

(Jael Coaracy)

- Afastem-se dos relacionamentos que não trazem benefícios, dos homens que não querem assumir nada sério (alegando dúvidas infinitas...), dos amores que já foram há muito tempo (e que parece que só você não percebeu...)

- Comam menos açúcar

- Caminhem

- Estudem (principalmente se vão fazer prova de Residência no ano que vem...)

- Estudem mais

- Mesmo com sono, continuem tentando estudar

- Dêem um fim naquelas funções que já não têm mais nenhum significado na sua vida e que os outros ainda querem que vocês façam (digam SINTO MUITO, MAS ISSO NÃO É RESPONSABILIDADE MINHA)

Tomem atitudes disciplinadas. Ninguém mais fará isso por vocês.

sábado, 1 de novembro de 2008

EQUAÇÕES


Concorrência de Pediatria no HC para a prova deste ano = 4 candidatos/vaga.

Eu vou fazer o preparatório para a Residência no ano que vem = aumentei minhas chances.

Faltam menos de 10 meses para a formatura = uhuuuu!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

A FIGURA FALA POR SI...


Muuuuuito narcisista o post anterior! rsrsrsrs

Evangelho de ontem:

Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?" Jesus respondeu: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento!’ Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: 'Amarás ao teu próximo como a ti mesmo'.

Essa é a base da minha fé, mas não a da fé dos seguidores da Igreja do Reino de Deus. O que é aquilo? O que é a "Nação dos 318"? Um comércio onde você participa e em troca Deus te dá dinheiro para comprar carro, comprar casa, pagar as dívidas???

Meio deturpada essa visão de que se eu seguir Jesus Cristo ele vai dar uma guinada na minha vida financeira. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração. Acima de todas as coisas. Acima do dinheiro, que é muito importante (quem mais sabe disso sou eu!), mas não pode ser a moeda de troca, porque ninguém vai morar no céu com carro novo e casa nova. Eu acho assim: você tem que amar Deus. Você foi criado por Ele, é sua obrigação de filho e te levará ao céu. Deus, entretanto, não tem obrigação de te dar nada não. Você pode passar a vida inteira sem ter carro novo, casa nova e mergulhado em dívidas: Deus não deixou de te amar por isso. Em que parte da Bíblia Jesus disse que não haverá mais dificuldades para aquele que o seguir? Muito pelo contrário. É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus. Deus transforma o coração, não a conta bancária.

Bom, segunda-feira, nova semana, e se Deus quiser MUITO MELHOR que a última. Não haverá fator de confusão. Então que seja bola pra frente e fim da depressão!

domingo, 26 de outubro de 2008

DIFÍCIL ESCOLHA...





Tirando o fato de que a máquina só tira o que vê...

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

E LÁ, LÁ, LÁ!!!


Mulheres do meu Brasil, não chorem e se descabelem por homens como a personagem de Cláudia Abreu está fazendo pelo personagem de Marcos Palmeira na novela das 7! Primeiro porque Marcos Palmeira é feio, tem cara de pobre e ainda está se fazendo de gostoso (coisa que ele não é nem de longe). Segundo, porque Cláudia Abreu é uma gata (já pensaram na idade que ela tem?). Vejam só, uma mulher bonita daquela tendo que rastejar por um cabra feio? O que ele pensa que vai ter se não ela? Só se for a prancha de surf!

Reflitam, reflitam mesmo, e não permitam que homem nenhum estrague completamente sua semana. Permitam que ele estrague no máximo 2 ou 3 dias. Depois disso, lavem os cabelos, tomem muita coca-cola e cantem uma música boa num volume bem alto! Não se joguem debaixo de um trem por homem nenhum, PRINCIPALMENTE se ele não puder ou não quiser (ou os dois) ficar com vocês. Entendam que homem, quando quer, fica com a mulher independente do estado civil dele ou dela. Qualquer outra conversa é apenas isso: conversa. E às vezes ele simplesmente não está a fim de você. Só isso. Você é linda (acredite nisso!), inteligente, tem um futuro brilhante, se por acaso o homem que você quer prefere ficar só ou com outra pessoa aparentemente pior do que você, esqueça, parta pra outra, despedace seu coração, mas parta pra outra.

E cante, minha filha, porque cantar espanta qualquer mal dessa vida!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

PORQUE EU NÃO TE AMO COMO QUERIA...


De todos os versos de amor
Das rimas e tramas inventadas
Das jogadas de efeito
E de todas as cantadas

Das anotações do dia-a-dia
De todos os nomes que dei
Pras minhas crises de consciência
E todas as minhas carências

Dos beijos pelo caminho
Das tentativas de mudança
Que fiz só pra te impressionar
E ganhar a tua confiança

De todos os menos e mais
Dos clichês e das boas frases
Em toda a minha história
Você ainda é a melhor parte

Se eu pudesse te amar de dia
Diria que você é meu sol
Mas não te amo como eu queria

Não sei se sou o seu farol
Ou se você é quem me guia...
(Frejat - Farol)

terça-feira, 21 de outubro de 2008

PARA A ANTÁRTIDA


Primeiro, esse blog aqui não está sendo visitado por ninguém e faz tempo. Se eu escrevesse visando platéias estaria fortemente decepcionada. Entretanto o Veleiro foi criado para substituir diários que eu escrevo desde os 7 anos, e que se tornaram tarefas impossíveis depois da câimbra do escrivão. Assim, tanto faz se alguém mais além de mim lê os posts...

Recado de Orkut, ao contrário, é pra ser lido e respondido. Se eu mando pra alguém um scrap dizendo "Saudade de conversar contigo...", no mínimo quero uma resposta, nem que seja um "Tá". Eu não sei por que cargas d'água as pessoas se abusam de mim. Será que ainda me acham um porre? Já passei da adolescência, dá para os conceitos que têm sobre a minha pessoa evoluírem também? Eu fiz tudo certinho e Carol se abusou de mim. Alguém pode dizer "Ainda essa história de Carol?"; pois é, ainda. Puxa... =(

O fato é que as pessoas mudam, e nem sempre é pra melhor. Você conhece uma pessoa e se encanta por ela. Encanta-se por suas qualidades, que certamente você não vê em mais ninguém. Aí depois de anos você olha para a mesma pessoa e não a reconhece mais. Ela mudou completamente. Passou a ser o contrário do que você amou nela. Ficou tão comum quanto qualquer outra. Não dá uma angústia? Dá vontade de sacudi-la e perguntar onde se escondeu a pessoa por quem você abandonaria tudo. Dá vontade de perguntar "Ei, por que você está agindo assim? Não, você não é desse jeito, você não diria isso, você não faria dessa forma! Qualquer pessoa, mas não você!"

Eu volto a dizer o que disse ontem: a gente não deveria precisar de certas pessoas. Não deveríamos tratar com prioridade quem nos trata como opção. Já que virei opção para pessoas que antes me eram tão próximas, deveria ser fim da linha e próxima página. Não é fácil, nunca via ser e minha vontade mesmo era ir morar na Antártida...

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

AMONTOADO DE IDÉIAS


Uma amiga muito querida ganhou um anel de compromisso. Que coisa linda um anel de compromisso dado por alguém que te ama! Lembrei (sem querer) que não ganhei um anel de compromisso. Ou melhor, ganhei sim, do meu então namoradinho apaixonado, porém forçado a dar um anel pelo qual implorei durante meses... Bichinho... É verdade que o Capitão jamais teria a idéia de me dar o presente, não que não gostasse de mim (gosta, eu sei que ele gosta), mas quando Deus criou meu maridinho ele não o cumulou de romantismo e sentimentalismo. Assim eu, uma namorada cheia de amor, pedi, pedi, pedi, até que ele me deu no Natal em 2001. Enfim, digamos que um anel de compromisso forçado não tem assim, taaaaanta graça. Bom, a culpa foi minha. Assim como também não ganhei uma aliança de noivado, porque quem pediu o noivo em casamento fui eu. Mas veja, volto a dizer, a culpa é minha. Parece que agora eu consigo perceber isso. Como é que se ama uma pessoa querendo que ela seja outra? Estou quase chegando à conclusão de que se eu não tivesse tentado fazer tudo tão depressa as coisas hoje seriam diferentes (e talvez eu tivesse casado após 20 anos de namoro, mas isso não vem ao caso...). Mas veja de novo, sempre é tempo de mudar, não é? Sempre é tempo de amar uma pessoa como ela merece, com as qualidades e os (inúmeros, porém suportáveis) defeitos. Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza... Têm algumas coisas que ficam mais claras depois de 11 anos e 3 meses...

Uma tristeza essa história da menina de Santo André, mas hoje à tarde tive um pensamento que consola. Uma vida foi perdida e tragicamente perdida. Ninguém merece morrer aos 15 anos por causa de um louco metido a Don Juan e uma polícia despreparada que acha que bandido é gente (por isso não pode levar um tiro no meio da testa...). MAS, se uma vida foi perdida, três foram salvas com os órgãos dela. Acompanhem o raciocínio: a gente tem pena da menina do seqüestro, mas a gente não fica feliz porque 3 pessoas deixaram de morrer? Uma moça de 22 anos recebeu o coração dela. Se essa moça morresse a gente iria chorar? Tá bom, raciocínio doido, mas eu só quero dizer que ninguém entende os desígnios de Deus, e talvez o plano que Ele tivesse para Eloá fosse justamente esse. Três pessoas poderão sonhar novamente e uma está com Deus no céu. Padre Paulo - em um momento de lucidez que agora ficou raro... - disse que se a gente soubesse como o céu é um lugar feliz, todos nós iríamos querer ir pra lá. Não consola pensar assim? Eloá está lá, sem medo, assim como papai também está, sem aquela dor terrível do câncer terminal. É isso que eu acho...

Por último, quase que voltando ao primeiro assunto, a gente passa a vida querendo que as pessoas gostem de nós tanto quanto gostamos delas. E elas gostam? Não. A gente fica lá, pulando, fazendo sinal, tentando chamar atenção e parece que ninguém enxerga. Sabe, não deveríamos precisar da atenção de determinadas pessoas, só mesmo daquelas que se dispõem a nos dar atenção. Porque a frustração é um sentimento revoltante!

Amontoado de idéias. Não se fazem mais posts como antigamente...

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

ENFIM, EU CONSEGUI...


AOS AUSENTES

Juntos, vivemos grandes momentos. Juntos, enfrentamos dificuldades, lutamos, muitas vezes vencemos. Agora que mais uma vitória se apresenta, vocês não estão aqui. Seria inútil tentar descrever a falta que fazem e o quanto sentimos não poder abraçá-los nesta hora. Sabemos, porém, que Deus os guarda e que assistem, orgulhosos, às nossas conquistas. Por isso, mesmo diante de tanta saudade, estamos felizes em poder compartilhar a alegria da nossa formatura. Temos agora toda força para encarar os desafios que surgirão, com a certeza de que vocês, longe de estarem “ausentes”, velam por nosso caminho e estenderão a mão para nos ajudar, a qualquer momento que olharmos para os lados. Àqueles cuja lembrança permanecerá para sempre, nosso “Muito Obrigado!”.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

SJT RESIDÊNCIA MÉDICA


Planos para fazer de 2009 o primeiro ano do resto da minha vida...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

A CALMA QUE SÓ O DESESPERO DÁ...


CURTAS:
Tenho prova de Cirurgia Geral na próxima sexta. Não preciso dizer que estou com medo dela... Quem é que gosta de prova? Ainda mais de Cirurgia, um assunto que eu nem gosto e nem domino...

As inscrições para o processo seletivo da Residência do HC 2009 começaram na última segunda-feira. Descobri hoje que existe 1ª e 2ª fase. Vou me jogar desse 3º andar...

Tenho uma quantidade até razoável de amigas mães. Às vezes dá vontade de ser... Aí me lembro da soma de dinheiro que estou devendo ao banco e rapidamente mudo de idéia...

Não me livrei do estresse mas até que estou conseguindo sobreviver a ele...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

BUUUMMM!!!


ESTRESSE!

ESTRESSE!

ESTRESSE!

Dá para explodir o mundo e começar tudo de novo?

Dá para trocar de apartamento, de vida, de marido (bichinho... :D)?

Dá para soltar uma bomba na garagem do CDU/Caxangá/Boa Viagem?

QUE VIDA DE CORNO!!!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

PRA VOCÊ NÃO ESQUECER QUE EU TENHO UM CORAÇÃO QUE É SEU...


Desigualdade: essa é palavra que mais simboliza a situação da saúde no país. Antes de ontem saiu a notícia do desenvolvimento da primeira linhagem viável de células-tronco embrionárias no Brasil, um marco nas pesquisas nessa área. Células-tronco são a esperança para o transplante de órgãos no futuro, e quem já viu a agonia de uma pessoa com doença incurável em algum órgão, à espera de um doador, sabe da importância dessa notícia. Entretanto, no mesmo país onde a pesquisa é desenvolvida, são atendidas dezenas de crianças por dia nos ambulatórios de Pediatria com SARNA GENERALIZADA. Sabe sarna, aquela coceira braba que dá no corpo todo em gente que não tem higiene? Pois é, as crianças do Nordeste - e particularmente de Pernambuco - têm muita sarna, porque dormem 5, 6, 7 meninos tudo numa cama só, porque a mãe não trabalha e o pai não tem dinheiro para comprar uma casa maior. No país das células-tronco eu atendi hoje um menino de 12 anos chamado Leonardo Barros, portador de esquistossomose avançada. Esquistossomose é aquela doença que se pega no rio, com o caramujo. Para ela estar avançada, com pouquíssimas possibilidades de cura (como é o caso de Leonardo), demora muito tempo, o que leva a crer que ele a contraiu com menos de 1 ano de vida. Não existe esquistossomose na Europa, os médicos de lá vêm fazer estágio aqui no IMIP para saber o que vem a ser essa doença tão exótica!E isso tudo acontece no mesmo país das células-tronco...

Sou totalmente a favor das pesquisas da USP, UNICAMP e cia ltda. Mas quem governa esse país pensa que colocá-lo no 1º mundo é descobrir a cura das doenças raras. Esquecem-se de que enquanto Tayanne Ketyllen estiver morrendo por desnutrição o Brasil não vai ser 1º mundo, porque esta e outras meninas de nomes estranhos deveriam ser o futuro da nação. Se elas morrerem antes de alcançar a maioridade, as células-tronco vão servir de quê?

Tudo bem, isso foi um desabafo. As fotos de ontem me fizeram sentir um pouquinho médica, e como tal preciso me preocupar com minha futura profissão. Mas o dia de ontem foi perfeito, perfeito como há muito tempo meus dias não têm sido. É sempre uma pena que momentos assim tenham começo, meio e fim. É mais pena ainda saber que daqui para frente é só fim. Já passou o começo, e faz tempo. Agora é só fim, com data e hora marcada para terminar de vez. Isso dói mais do que pensar no meio que poderia ter sido, e não foi...

Este seu olhar quando encontra o meu
Fala de umas coisas
Que eu não posso acreditar
Doce é sonhar, é pensar que você
Gosta de mim como eu de você

Mas a ilusão quando se desfaz
Dói no coração de quem sonhou
Sonhou demais
Ah! se eu pudesse entender
O que dizem os seus olhos!...

(ESSE TEU OLHAR - Tom Jobim)

terça-feira, 30 de setembro de 2008

ESTÁ CHEGANDO A HORA...


Eu tentando criar uma mensagem aos pais ausentes para colocar no convite de formatura... É bom que eu chore logo tudo agora para não me acabar no dia da colação...

Uma foto dos futuros médicos dessa nação. Falta pouco e ao mesmo tempo uma eternidade...

P.S.: Nem tudo o que eu posto aqui é para ser entendido, ok? Digamos que seja melhor assim...


segunda-feira, 29 de setembro de 2008

ASSIM É A VIDA. E PONTO FINAL.


Volevo dirti quello che
Non sono ruiscita a dire mai
Ed ho tenuto chiuso in me
Da troppo tempo ormai
Ma c'è un amore che non so
Più nascondere perché
Adesso ha bisogno anche di te

Volevo dirti solo che
Sei sempre tu la mia allegria
Che quando parli insieme a lei
Diventa folle gelosia
Per tutto quello che mi dai
Anche quando non lo sai
Questo io volevo dire a te

Di come quando non ci sai
Io mi perdo sempre un po'
E poi mi accorgo che non so
Più divertirmi senza te
Invece quando stai con me
Anche il grigio intorno a noi
Si colora della vita che gli dai

Com'è difficile
Dire tutto questo a te
Che d'amore non parli mai
Non ne parli mai con me
Forse perché
Hai paura come me
Di una risposta che
Ancora tu non sai qual è

Volevo dirti quello che
Non son riuscita a dire mai
Ed ho tenuto chiuso dentro me
Ma c'è un amore che non so
Più nascondere perché
Adesso ha bisogno anche di te...

P.S.: Hoje é meu aniversário. Sem maiores comentários...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

SOBRE VELEIROS, MARINHEIROS E CAPITÃES...


Não queria decepcionar os mais ansiosos, mas essa de "marinheirozinho" (vide comentário do post anterior) não dá pra mim agora não... Imagina só eu, no auge da falta de dinheiro e da falta de paciência, tendo que ninar uma criança quando chegar em casa? Olha, eu gosto demais de bebês - inclusive vou fazer neonatologia para trabalhar com eles o resto da vida - mas bebês precisam de pai e mãe preparados para acolhê-los, o que no momento não existe. No momento eu estou tentando me acolher, acolher o Capitão quando este se encontra à deriva, e isso já toma demais meu tempo. Não vai demorar muito não, podem ter certeza, mas esse "marinheiro" vai ter que esperar mais um pouquinho para navegar neste Veleiro...

Difícil demais entender as demoras de Deus. Ia ao cinema com o Capitão agora à noite - coisa que não fazemos há muuuuuito tempo - mas ele acabou de me ligar dizendo que o sargento o mandou ficar no quartel até mais tarde, sem hora de voltar para casa. O Capitão trabalha num emprego que ele detesta, fazendo uma coisa que em nada tem a ver com o diploma que ele tem, e ainda tem que se submeter às vontades do chefe, porque na vida militar a hierarquia tem um "Q" a mais. Perdi a conta da tuia de concursos que ele já fez tentando mudar de vida, mas todos foram um fiasco. Tá bom, ele não consegue estudar muito (porque estudar é um troço difícil e depois de trabalhar no pesado o dia inteiro fica quase impossível...), mas nem todo mundo que passa em concurso se matou de estudar (eu conheço alguns que entraram nem sei como...). Mas é assim, Deus acha que ainda não é hora de ele trabalhar em alguma coisa melhor. Não sei por quê, mas também não tenho que saber nada. Meu processo de "desestresse" inclui um contato maior com Deus e aceitar sua vontade...

O cinema ficou para amanhã, eu vou ter que fabricar dinheiro para comprar pão e estou com vontade de me entupir de coca-cola. Pronto, o estresse voltou outra vez...

P.S.: Para provar que eu gosto de bebês, uma foto da minha sobrinha postiça Ana Beatriz, o bebê mais lindo e fofo que eu já vi!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

À BEIRA DE UM ATAQUE!


Hoje, 23 de setembro, é o dia municipal de combate ao estresse em muitas cidades do Brasil, inclusive aqui no Recife. Você sabia disso? Muito oportuno para o meu momento atual de vida...

Fiz um teste on line de avaliação do estresse e o resultado deu:

FASE DE EXAUSTÃO: você está tendo muita dificuldade de lidar com os estressores na sua vida. Vale a pena pensar em procurar ajuda especializada.

Casa de ferreiro, espeto de pau. Tive uma pericoronite, uma inflamação no dente bastante dolorosa, deveria ter tomado antibiótico durante 6 dias, mas não tomei. Assim, tomava um dia, deixava de tomar dois, por aí. O resultado é baixa do sistema imunológico e ativação de um herpes que eu nem sabia que tinha. Estou doente, com gastrite, herpes, dor de cabeça, falta de paciência, choro fácil, falta de concentração etc etc etc. Sou a personificação do estresse.

Deveria comer melhor, mas é difícil quando você faz sua própria comida. Nem gosto de cozinhar, nem tenho dom pra isso, nem me agrada passar horas na cozinha preparando o que comer. O resultado é que geralmente me arrumo com o que estiver mais fácil, mesmo que não seja necessariamente o mais saudável. Alimentação errada é fonte de estresse, e fonte de gorduras localizadas também, que por sua vez causam mais estresse...

Resumindo, meu plano de saúde deveria cobrir psicólogos...

domingo, 21 de setembro de 2008

SAUDADE


Tô com saudade de tanta coisa e de tantas pessoas que nem sei direito o que é...

Sei que aperta um bocado...

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

EN PASSANT...


Consegui, depois de mais de um mês de tentativas, escrever o texto que estará na 1ª página do meu convite de formatura. A página é personalizada, cada formando terá uma foto sua e o texto que escreveu. Parece fácil escrever mas não é. Não queria que ficasse mentiroso e nem piegas: as pessoas que lessem deveriam ter idéia de que concluir esse curso para mim não está sendo nada fácil. Enfim, acho que ficou bom, aguardem e confiram o resultado.

Acabou meu rodízio de Cirurgia Geral e agora eu sou uma pessoa leve e feliz, rodando na Cirurgia Pediátrica, onde não sou obrigada a entrar no bloco cirúrgico e nem evoluir na enfermaria. Em resumo, acompanho o ambulatório e largo às 10 da manhã. Tudo de ruim na vida tem que ter sua compensação...

Minha mão está cansada, vou dar um tempinho para ela...

P.S.: Mônica, como é que vocês professores estão se virando com essas novas regras da língua portuguesa? Não vai ser um deus-nos-acuda? Este Veleiro vai demorar a se acostumar com as novidades...

Boa semana!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

SOFRE AS DEMORAS DE DEUS...


"Meu filho, se entrares para o serviço de Deus, permanece firme na justiça e no temor, e prepara a tua alma para a provação; humilha teu coração, espera com paciência, dá ouvidos e acolhe as palavras de sabedoria; não te perturbes no tempo da infelicidade, sofre as demoras de Deus; dedica-te a Deus, espera com paciência, a fim de que no derradeiro momento tua vida se enriqueça.
Aceita tudo o que te acontecer. Na dor, permanece firme; na humilhação, tem paciência.
Pois é pelo fogo que se experimentam o ouro e a prata, e os homens agradáveis a Deus, pelo cadinho da humilhação.
Põe tua confiança em Deus e ele te salvará; orienta bem o teu caminho e espera nele. Conserva o temor dele até na velhice.
Vós, que temeis o Senhor, esperai em sua misericórdia, não vos afasteis dele, para que não caiais; vós, que temeis o Senhor, tende confiança nele, a fim de que não se desvaneça vossa recompensa.
Vós, que temeis o Senhor, esperai nele; sua misericórdia vos será fonte de alegria.
Vós, que temeis o Senhor, amai-o, e vossos corações se encherão de luz.
Considerai, meus filhos, as gerações humanas: sabei que nenhum daqueles que confiavam no Senhor foi confundido.
Pois quem foi abandonado após ter perseverado em seus mandamentos? Quem é aquele cuja oração foi desprezada?
Pois Deus é cheio de bondade e de misericórdia, ele perdoa os pecados no dia da aflição. Ele é o protetor de todos os que verdadeiramente o procuram.
Aqueles que temem ao Senhor guardam os seus mandamentos, têm paciência até que ele lance os olhos sobre eles."

(Eclesiástico 2, 1-13. 21)

P.S.: Se vocês não assistiram ainda ao filme "À procura da felicidade", com Will Smith, assistam. Eu chorei, mas o que impressiona realmente é que o Capitão também chorou (e o Capitão não chora com nada...). É muito bom, não dá nem pra comentar. Assistam porque vale a pena.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

...


Vê, hoje eu tô deprê. Aliás, eu já estou deprê faz tempo. E quando fico assim me dá muito sono. É dessas coisas sem explicação. Talvez meu organismo queira me poupar de ficar acordada vendo as dificuldades da vida. Enfim...

Hoje é 5 de setembro e eu só tenho 4 reais na carteira. Já entrei no cheque especial desde o dia 1º. Fiz um acordo com o VISA porque esse negócio de pagar o valor mínimo da fatura é um poço sem fundo, mas por causa do acordo vou ter que pagar por mês mais do que eu poderia. Não tive muita escolha, era isso ou passar mais um ano devendo. No mês passado eu paguei 139 reais e depois dos juros ficou como se eu só tivesse pago 20. Aí realmente não é possível. Faço um esforço danado pra tirar 139 reais do meu orçamento pra no final das contas só diminuir 20 do total da fatura? Faça-me o favor!

Aí vêm as fotos do convite de formatura, e minha turma - formada por pessoas que passam as férias de julho aproveitando o verão europeu (e isso é verdade...) - decide obrigar todos as formandas a comprarem uma blusa preta (simples, de algodão...) para todo mundo sair igualzinho. O detalhe é que no mês passado eu tive que fazer uma bata pelo mesmo motivo, que me custou 35 reais. Essa blusa (que vai ficar por baixo da tal bata) me custou 20 reais. Isso porque eu fiquei com o modelo mais barato... Vejam só, é uma blusa baby look, preta, sem nenhum detalhe. Mas seria bom se parasse por aí. Além disso, teremos que usar uma calça preta de tecido e um sapato fechado preto. Está bom? Então o que faço eu, que há muito tempo não compra uma calça, muito menos preta, e cujo último calçado que comprou foi a sandália branca do casamento? Vou ter que comprar tudo novo? E PAGAR COM O QUÊ????

Uma amiga está encarando a foto como uma oportunidade de comprar roupas novas. Até que seria. Mas, sem querer ficar aqui fazendo drama, é porque não dá mesmo. Já fiz e refiz minhas dívidas de todas as maneiras possíveis: não sei nem como vou fazer no próximo mês. A gente se orgulha de chegar a se formar em medicina sem ter nenhum médico na família, nem de longe, mas é difícil D-E-M-A-I-S quando não se tem dinheiro. Eu realmente estou angustiada com isso. Já chorei, já briguei com o Capitão, agora resolvi descontar na comida. O resultado é que estou comendo feito um bicho. Da forma que está eu saio das dívidas direto para a fila de espera pela cirurgia de obesidade no HC...

Deprimi também porque uma grande amiga minha - daquelas que você acha na vida e não consegue mais se desgrudar - resolveu me cortar de sua lista de amizades. Ela entendeu que eu escolhi tirar a foto com outras pessoas em vez dela. A verdade é que eu ando com essas outras pessoas desde o 1º período, e como não havia possibilidade de juntar as duas turmas, e considerando também que ela tem um outro grupo de amigos com o qual anda desde o 1º período, eu achei, na minha inocência, que não havia mal algum em tirar fotos com as outras pessoas. Eu entendo que a droga da foto do convite é uma foto sem a menor importância. Depois que passar a formatura ninguém vai ficar mostrando seu convite aos outros, vai mostrar é o álbum, e no álbum obviamente teríamos muitas fotos juntas. Convite de casamento, por exemplo. Tem gente que paga fortunas pra que ele fique personalizado, com fotos, cheio de pra-quê-isso. Depois que passa o casamento ninguém guarda essa porcaria não! Eu mesma tenho uma bocado de convites dos meus que está aqui entulhado e sem destino! Eu achei isso, mas ela deve ter achado que foi praticamente uma traição.

Mas vou dizer o que está sendo mais doloroso: em nenhum momento ela veio falar alguma coisa comigo. Olhe, veja só, se duas pessoas são amigas e discordam em algum ponto, espera-se que elas sentem e conversem para aparar qualquer aresta. Todos têm direito à defesa. Mas ela não me deu a menor chance. Simplesmente passou as férias inteiras sem atender minhas ligações nem responder meus recados no Orkut. Uma pessoa que me ligava quase todo dia para contar qualquer novidade! Aí quando acabaram as férias passou a ser totalmente indiferente comigo. Fala, mas como se falasse com qualquer pessoa. Não almoça mais no lugar em que nós almoçávamos antes, não ficou nem um pouco satisfeita em rodar o Opcional comigo, enfim. E uma outra amiga dela, que esteve no Barão quando eu estava, também passou a fingir que não me vê. E eu fiquei no meio perguntando o que danado tinha feito!

Eu perdi uma amiga a quem considerava tanto que convidei para ser minha testemunha no casamento civil. Mas ela achou que a droga da foto do convite valia mais do que isso. E não me venham com a conversa de que amigos assim nem têm tanto valor. É tão difícil pra mim convencer as pessoas de que eu não sou chata, não sou arengueira, não sou mandona, que quando encontro alguém que acredita nisso não quero perder a amizade dessa pessoa. Mas infelizmente eu estava só enganada. Eu não tenho mais pai, só posso mesmo contar com minha mãe, minhas irmãs e meu marido. Porque essas pessoas não me escanteariam sem dar chance para me explicar. Parece que qualquer outra pessoa pode lhe querer muito bem hoje, mas isso pode não ser verdade amanhã...

Estou deprê, o texto ficou longo, lê quem quer, eu escrevo pra mim mesmo...

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

BALAIO DE GATOS


1 - Se certas coisas na vida são perdidas, porque a gente ainda se importa com elas? Veja o exemplo do Santa Cruz: descendo ladeira abaixo, como se não bastasse cair para a Terceira agora está caindo para a Quarta Divisão no Campeonato Brasileiro. Se isso fosse há uns 12 anos atrás eu estaria me debulhando em lágrimas. Mas não, hoje sou uma pessoa mais centrada, tenho com o que ocupar a cabeça, então toco a vida em frente. Mas vez por outra assisto a um noticiário esportivo e dá aquela dor no coração. Não deveria doer, não é verdade? Minha vida é minha vida, o Santa Cruz é o Santa Cruz. Mas não é que existem coisas assim, mortas e enterradas, mas que a gente não consegue fazer parar de doer? Passam-se anos e é só você ver algo que lembre, pronto, volta a doer de novo. Ficam ali fazendo falta, incomodando, nem parece que a vida agora é outra. Ê, lelê...

2 - Em quem você vai votar para prefeito? Estou aceitando sugestões para não anular o voto. Não sou nem de esquerda, nem de direita, mas o fato é que a cidade está muito violenta, todo dia sai uma novidade, é só assistir Cardinot para tirar a prova. Não sei então se esse negócio de continuar o que já está vai dar muito certo... Por outro lado, tem um candidato que já foi governador, vice-governador, e o que eu vejo (pelo menos na minha área) é a falência dos hospitais do Estado. Por sinal hoje mesmo haverá paralisação e NÃO TERÁ MÉDICO NAS EMERGÊNCIAS DO ESTADO. Por isso, não saia de casa hoje à noite: se você for assaltado e levar um tiro não vai ter cirurgião no HR pra te operar e VOCÊ VAI MORRER! Talvez seja trocar 6 por meia dúzia. Mas nessas eleições vou procurar fazer a coisa direito e pesquisar o programa de governo dos candidatos. Não quero fazer como na eleição passada, quando votei em Eduardo porque ele disse que iria construir 3 hospitais e até agora não colocou nem Omeprazol na farmácia do Barão. Alguém tem que tomar uma atitude!

3 - O rodízio de Cirurgia no HC não é tão ruim assim. Eu vou ajudar a espalhar isso, porque a gente já entra na faculdade ouvindo que o rodízio de Cirurgia é um inferno. Estou rindo bastante nele, se vocês querem saber. Tirando o ambulatório de Proctologia (porque ninguém merece ficar a manhã inteira olhando pra dentro do fundo dos outros...), o resto dá pra agüentar...

Já conheço os passos dessa estrada
Sei que não vai dar em nada
Seus segredos, sei de cor

Já conheço as pedras do caminho
E sei também que ali, sozinho
Eu vou ficar tanto pior

O que é que eu posso contra o encanto
Desse amor que eu nego tanto, evito tanto
E que no entanto volta sempre a enfeitiçar

Com seus mesmos tristes velhos fatos
Que, num álbum de retratos, eu teimo em colecionar
Lá vou eu de novo, feito um tolo
Procurar o desconsolo
Que eu cansei de conhecer

Novos dias tristes,
Noites claras, versos, cartas
Minha cara, ainda volto a lhe escrever

Pra lhe dizer que isso é pecado
Eu trago o peito tão marcado
De lembranças do passado
E você sabe a razão

Vou colecionar mais um soneto
Outro retrato em branco e preto
A maltratar meu coração

RETRATO EM BRANCO E PRETO (letra de Tom Jobim e Chico Buarque, na voz de Ana Carolina)

P.S.: A-M-O Ana Carolina, mas estava claro que uma música perfeita dessas tinha que ser obra de gênios mesmo! Bom findi!

sábado, 23 de agosto de 2008

EU AMO A MINHA MÃE!!!


Se Deus criou coisa melhor que MÃE, guardou só pra Ele. Minha mãe realizou hoje o maior sonho que tenho na atualidade: comprou um notebook para mim. Isso é tão maravilhoso, tão maravilhoso, mas tão maravilhoso que eu poderia passar a vida tentando descrever o quanto estou feliz. Tentando, porque não há palavras que descrevam a alegria de um sonho realizado. Principalmente porque mamãe não assaltou um banco, ela está fazendo realmente um sacrifício financeiro tremendo apenas para resolver um problemão meu. Não foi à toa que Deus também quis ter uma mãe...
Por isso eu prometo, não, eu JURO SOLENEMENTE que vou me tornar a doutoranda mais aplicada que já passou por aquele HC, vou estudar todo santo dia, inclusive sábados, domingos e feriados, e atenderei a todos os pedidos de mamãe, mesmo os mais estapafúrdios (que não são poucos...), porque talvez assim eu possa pagar a metade da dívida de gratidão que terei por ela ter comprado o meu notebook querido, meu lindo bebê... :D
Ah, como é bom ser feliz!...

domingo, 17 de agosto de 2008

AZEDA


Fui convidada para dar uma palestra sobre - vejam só - sexualidade cristã num Encontro para Namorados. Vejam só, logo eu... Logo eu que sempre detestei ouvir palestras sobre este tema, por achar que sexualidade cada um tem a sua e é muito difícil mudar a opinião sobre esse assunto... Acabo de chegar de lá e acho que não fui bem... Não podiam tem me dado outro tema? Seria tão mais fácil...

Cheguei e as palavras que eu já disse não podem mais voltar atrás. Acho que não fui bem... Essa sensação é tão ruim quanto a que eu teria se tivesse saído de lá sob vaias. Ai, Jesus...

Enfim, mais um fim de semana que vai embora, mais uma segunda-feira que se aproxima, agora com outro residente, um que eu nem vou muito com a cara... Mais uma semana em que eu vou tentar estudar decentemente, para um dia tentar ganhar o dinheiro que preciso para melhorar de vida e sanar alguns problemas financeiros que eu e o Capitão estamos tendo. Estudar não está sendo fácil, porque minha cabeça parece não estar mais funcionando como antigamente. É sério! Eu leio, leio e não fica nada que se aproveite. Agora mesmo deveria estar estudando, mas essa história da palestra acabou me deixando muito ansiosa para me concentrar em doenças do esôfago... Principalmente depois dessa sensação de que não fui bem...

Ainda vou tocar numa missa agora às 17h30. A segunda missa do dia. Sinceramente... Tudo o que eu queria agora era me esconder num buraco (parece exagero?), e ao invés disso vou ter que olhar pra cara de padre Paulo e suas loucuras. Porque padre Paulo está ficando louco, é verdade! A história da reconstrução da Matriz mexeu com o juízo dele. Se ao menos a missa fosse ser tranqüila e calma, mas sei que isso é impossível vindo dele. Ô, Senhor...

O post de hoje exemplifica um tema que está bem batido ultimamente na internet: alguém lê o que se escreve nos milhares de blogs que existem? Alguém lê isso aqui? E se ninguém lê, eu escrevo pra quem? Ainda bem que particularmente o Veleiro é escrito de mim para mim. Não tem problema se não se trata de assunto de relevância internacional: escrevo para mim e ponto. Quem se importa com a opinião que tenho sobre a minha palestra de sexualidade cristã, ou o fato de que vou tocar em mais uma missa ainda hoje, ou que outra semana na enfermaria de cirurgia se inicia? Eu me importo, e isso basta. O Veleiro é território livre para o desabafo das minhas mazelas. Foi pra isso que eu o criei.

Nem do post hoje eu gostei...