domingo, 21 de setembro de 2014

NOTÍCIAS DO VELEIRO

Amigos deste Veleiro, eu e o novo Capitão vamos muito bem, obrigada. Na verdade já nos conhecíamos há mais ou menos uma década, ele também foi casado e tem uma filha de 2 anos. É como aquilo que falei em outro post: vai entender os desígnios de Deus! Depois de dificuldades e frustrações em ambos os lados, a vida pôs nossos caminhos frente a frente, e o resultado está sendo muito bom. Esta que vos tecla está tão feliz que até a pele ficou mais bonita!... ;)

Maria Fernanda completa 6 meses depois de amanhã. Uma graça, esperta, sorridente, daquelas crianças que todo mundo consegue amar. Dá muuuito trabalho, como todo bebê. Na maioria das vezes, não é fácil. Na verdade, o fato de não ser fácil não tem nada a ver com a adoção: não seria fácil se ela fosse minha filha de sangue também. Tem momentos que eu penso assim: uma mãe (sem pai), um filho. Ter duas filhas extrapolou a conta e dificultou a administração. Agora mesmo estou num plantão extra, em pleno domingo, preocupada em ter que deixá-las na casa dos outros, já que a babá não vai nos finais de semana. Só que agora é tarde, já foi, e - cá entre nós - tenho que admitir que Fernandinha só trouxe coisas boas pra minha vida desde que chegou. Em todos os sentidos. ;)

Ana Luiza está na fase de enfrentar toda e qualquer autoridade. Confesso que pensei que esse momento só chegaria na adolescência, mas está tudo muito precoce hoje em dia... Recusa-se a obedecer, discute. Caso eu não estivesse tão zen e suspirando pelos cantos, já teria enlouquecido. A dica é manter-se firme e repetir o mantra: "Vai passar, vai passar...". Todas essas benditas fases passam...

Meu plantão é só até as 13h, pela misericórdia. Trabalhar dia de domingo não é de Deus...

:*


Um comentário:

Ju Dalzoto disse...

Ahhh minha amiga, estou tão feliz por vc!!!! Desejo muitas e muitas felicidades com seu capitão, viu?!

E parabéns pra Fernandinha!!! Guria, que legal vc ter adotado, sabe! Eu gostaria de adotar, aliás, para ter mais filhos, só assim mesmo, mas o marido não concorda, então eu sigo suspirando quando alguém o faz! Parabéns por sua decisão! Claro que bebês dão trabalho, filhos dão trabalho a vida toda, né, mas tb dão muita alegria e são nossa razão maior, então, tudo vai passar mesmo! Até as birras da Lulu, hehehe!!

Má, estou louca pra rever vcs e conhecer os novos integrantes da família em novembro!! Beijo grande e até lá!