quinta-feira, 12 de março de 2009

E POR QUE NINGUÉM SE LEMBRA DE MIM???


Pronto: cheguei no meu Veleiro e minha vontade é levantar âncora (veleiros têm âncora???) e ir embora. Estou com uma sinusite terrível, uma dor de cabeça que não passa desde ontem, durmo e acordo com ela, N-A-D-A resolve e nem sequer alivia. Domingo é o concurso do Estado, para o qual eu me inscrevi de enxerida que sou, mas já me arrependi faz tempo de ter gasto 100 reais para nada (como se eu pudesse ficar por aí sacudindo 100 reais ao vento...). O Capitão foi fazer não-sei-o-quê na Rural desde as 3 da tarde e até uma hora dessas não voltou; enquanto isso eu fico aqui com fome e sozinha. Baixei provas de pediatria para resolver - porque a essa altura eu não vou ficar lendo teoria de Medcurso - mas minha cabeça não parece estar em condições de pensar em nada...

Por que eu tinha que escolher o caminho mais difícil, hein? Por que não fiz qualquer outra coisa na vida? POR QUE EU TINHA QUE QUERER SER MÉDICA???

Momento de crise existencial. Toda mulher tem um desses ao menos 1 vez por mês...

Um comentário:

mar disse...

porque sim. guarda essa pergunta pra responder daqui a uns anos... bj