domingo, 16 de janeiro de 2011

FESTINHA DE ANIVERSÁRIO

Meu Deus, 2011 começou faz tempo e eu ainda não tinha passado por aqui? Perdão, é que o marido está de férias da faculdade, então minhas noites estão sendo mais dedicadas a ele, depois que nossa criaturinha movida a bagunça dorme.

Falando nela, Ana Luiza está com 10 meses e agora aquela história da festa de 1 ano vai ficando cada vez mais forte. Depois de me estressar pensar bastante, RESOLVI (e dessa vez é definitivo!) que teremos uma comemoração simples (o quão simples se pode ser hoje em dia...) na casa da minha mãe, apenas para famíllia, padrinhos e amigos mais chegados.

Resumindo, foi assim: não gosto de organizar festas, não tenho tempo e nem talento para isso. Mas no Brasil convencionou-se que o 1º aniversário tem que ser o evento da vida do bebê, então estava fazendo um esforço para montar o aniversário de Ana Luiza e agradar gregos e troianos. Acontece que os organizadores de eventos acham (não, eles devem ter certeza!) que meu dinheiro dá em árvores, e o preço que cobram é um ABSURDO! Então mudei de idéia. Pausa.

Alguém deve estar pensando: "Que mãe sovina! É médica, ganha rios de dinheiro (oi?), e não quer fazer uma festa pra filha? Merece arder no mármore do inferno!". Calma aí! Realmente não é que não dê para fazer a festa! Uns 3 plantões extras e tudo estaria resolvido! É que eu não concordo com a exploração financeira que vem junto com essas festas! Povo, 4 mil, 5 mil reais é muuuuuito dinheiro, tem um tantão de gente que trabalha 12h por dia, 6 dias por semana e não ganha isso! Eu me recuso a pagar esse valor por uma noite, pra Ana Luiza nem lembrar dela depois! Lembra das festas de quando éramos crianças? Regadas a bolinhas coloridas, bolo, brigadeiro e sacolinhas com confeitos? Eu adorava! Porque não podemos voltar a fazer festas assim? Porque hoje em dia temos que alugar 20 mesas, contratar DJ, piscina de bolas, cama elástica, recreadores, telão com fotos da criança, pagar 1000 contos por um álbum de fotos, ah, faça-me o favor! A resposta é não.

Entendam: o importante pra mim é realizar o sonho de cada um. Então se seu sonho como mãe é fazer uma big festa de 1 ano, vá em frente, dou todo o meu apoio, você terá sua festa e jamais se arrependerá de tê-la feito, porque cumpriu a vontade de seu coração. O meu coração está me mandando guardar o dinheiro e viajar pra Gramado com a família no final do ano, sentir um pouquinho de frio. Se eu gastar tudo na festa, vou me arrepender e aí não vai ter valido a pena. Compreenderam agora a lógica do processo? ;-)

Então, como agora as coisas estão decididas, aguardem as cenas dos próximos capítulos!

12 comentários:

Celia na Italia disse...

Marcella
Vc está super certa. Quem convencionou que tem que ter festa?
A vida é de vcs, a filha é de vcs e vcs melhor do que ninguém podem querer algo diferente como uma bela viagem a Serra Gaucha.
Será maravilhoso pois as cidades desta região fazem festas e preparações lindas para o Natal. Será sem dúvida um passeio inesquecível.
Só uma observação qto ao frio que vc espera encontrar. Em dezembro a Serra Gaúcha é quase tão quente qto o Nordeste. Mas de qq forma façam sim a viagem vai valer a pena!

Fabiana disse...

Com certeza, amiga. O gostoso de tudo isso é comemorar do jeito que o coração da gente quer.

De qualquer forma, será uma delícia e com certeza inesquecível.

Bjão.

Natália disse...

O importante é não passar em branco, devemos comemorar sempre....
Bjus

Jacke Gense disse...

Minha nossa.. mas já vai fazer 1 ano.. passa muitooooo rápido.... eu acompanhei essa "bichinha" desde um cotoquinho..rss
Linda..
Olha, eu estou com vc e não abro mão.. festa de um ano é simples registro...
EU não fiz big festa para nenhum dos três... se vc ver a festa do Lucas de um ano que tem registro no blog.. foi um almoco em familia.. só... e um bolo.. pronto.. de ótimo tamanho.. como vc mesmo disse.. eles não vão curtir e nem lembrar.

Com dois anos já é diferente.. acho que vale a pena gastar um pouco.. pois eles adoram!

bjs
Jacke

Kelly Resende disse...

Oi Marcella, concordo com vc que essa indústria das festinhas tá demais! Eu até queria fazer numa casa de festas, mais pelo espaço para as crianças brincarem, mas o preço é altissimo. Vamos fazer algo bem simples aqui no salão de festas do predio mesmo. E mesmo assim, eu q sou contra muitas convenções já me vejo comprando coisinhas pra fazer lembrancinhas para as crianças convidadas, centro de mesa, etc... É dificil não entrar na onda...
Boa sorte pra vcs. Beijos

Mah disse...

OI MARCELA!!O IMPORTANTE E NAO PASSAR EM BRANCO.AFINAL DE CONTAS 1 ANO SE PASSOU E APOSTO QUE FOI O ANO MAIS GOSTOSO DA SUA VIDA..BJOS NA GATINHA

Angela disse...

Olá Marcela, as festinhas de aniversário de 1 ano dos meus filhos foram sempre simples e a participaçao só da família. Nada exagerado. Eu mesma tirei as fotos e fiz um álbum bem bonito que até hoje sinto muito orgulho! Vc está certa. O que importa é que sua filha é muita amda por vcs, com festa ou sem. Beijos e boa semana.

Du disse...

Sou novata por ak,mas tenho que comentar...Concordo com oque postou, participo ou tento da SV(simplicidade voluntária) e acho que vai ser muito legal uma festinha mais intima, a criança agradece. Minha sobrinha fez 1 ano em novembro e fizemos com simplicidade e muito amor uma festa no jardim. Ficou linda.
Parabéns pelo blog.

Renata Maria disse...

Ai Ai, Lulu já vai fazer 1 aninho, q massa !!! Olha, tendo brigadeiro e coca-cola eu já tô feliz demais !!! E se quiser ajuda p/ ir na cidade bater perna e comprar brebotes p/ fazer potinhos é só chamar viu !!! Beijão.

Mônica Dias disse...

RSSSS
Pois eu sou daquelas que quer festão kakaka.
Bjssss pros 3.

Vivian disse...

Vc fica muito sumida, dá uma saudade dos seus posts...
Concordo com vc, festa de um anos é pra gente, pq eles nao aproveitam nada!
Façam uma viagem que vão curtir muito mais...
Bjo grande!

Daniela Guimarães disse...

Você está totalmente certa. Siga o desejo do seu coração, e não se arrependerá.
Eu amo festa, amo fazer enfeites, lembranças, convites, enfim, sou festeira, e mesmo assim, quando passou o aniversário de 1 ano do Lipe, bateu um pequeno aperto no peito da grana gasta por 4 horas de evento. Mas se não tivesse feito teria me arrependido.
No aniversário de 2 anos fiz uma coisa menor, só para a família, e achei MUITO MAIS GOSTOSO. Juro!
O legal é comemorar a vida de nossos filhos com quem de fato faz parte dela. E mais, um bolinho com coca-cola e parabéns já é festa para eles.
Bj.