terça-feira, 10 de julho de 2007


Passando aqui sem novidades, apenas para atualizar...

Até o momento a música do meu casamento será um CD com uma seleção de alto nível, para tocar no meu gravador com MP3 dado pela minha madrinha Simone... Música vai ter, só não será ao vivo. Eu sinceramente não estou mais a fim de procurar substitutos. Não estou com paciência nem de ir na casa das pessoas entregar os convites! Eu tenho uma prova amanhã e outra na quinta e nem sequer abri o livro. Mais uma vez vai ser na teoria do chute.

Ao contrário das minhas também madrinhas e noivas Cris e Sheila, não consegui, durante esses 8 meses, fazer do casamento assunto principal da minha vida, simplesmente por falta de paciência. Não será agora, faltando 16 dias, que isso vai mudar. Por mim agora eu só cuidaria de arrumar as coisas no apartamento, e deixaria essa história de prova de vestido, modelo de buquê, grupo pra tocar, enfim, esses detalhes da cerimônia ficariam todos pra lá. Não mudando a parte de cima do vestido, nem colocando uma cauda tamanho família, a costureira pode fazer o que bem entender. E não sendo de rosas vermelhas, qualquer buquê também está bom. E não é porque eu sou a noiva mais desanimada da paróquia, é porque estará bom mesmo, eu ficarei igualmente feliz no dia com um buquê branco, amarelo, verde limão... Meu noivo estará no altar me esperando? Minha mãe e meus amigos estarão na igreja? Esse casamento será por amor? Então o resto, falando sério, não tem tanta importância assim!

Mas vá lá, escolhi um modelo de buquê, já imprimi, vou dá-lo às pessoas responsáveis por isso...

Agora eu tenho que ir ao hospital visitar meu paizinho, dizer-lhe que eu estou perto dele e estarei até o dia em que isso tudo acabar, e mostrar-lhe que, com o meu casamento, estou fazendo exatamente aquilo que ele quis deixar de herança: cuidando da minha vida. Também vou dar uma força a mamãe, que está só o pito... Depois tenho que estudar (nem que seja só fingir...) e mais tarde sair com o noivo para resolver a roupa dele (eu estou exatamente casando com a pessoa certa em relação à despreocupação com as formalidades da cerimônia...). E à noite, se Deus quiser, pegamos a chave do apartamento.

Se o dia terminar desse jeitinho, eu estarei feliz...

Um comentário:

mar disse...

semana q vem espero q esteja atualizado dizendo q deu td certo com a musica :) bj