segunda-feira, 27 de agosto de 2007

COISAS QUE APRENDI COM O CASAMENTO


Estou aprendendo várias coisas com esse casamento. Administrar casa e marido é uma delas. Administrar marido, sim senhor! Homens são seres capazes de transformar o lugar onde vivem em algo bagunçado e sujo. Deve ser resquício das cavernas... Em geral as mulheres têm um senso de organização e limpeza muito mais aguçado que o deles. O Capitão na versão marido não é diferente.

Por isso que Deus designou a função de administradora do lar à mulher. Não, essa não é uma visão machista das coisas! É muito difícil haver um homem organizado, que perceba a sutil diferença entre um banheiro quase limpo e um banheiro sujo, que se lembre de jogar fora as coisas guardadas há muito tempo na geladeira (porque elas apodrecem...), que saibam forrar direito uma cama... A mulher tem um jeitinho especial de cuidar dessas coisas. A gente nem sabe que tem, mas tem...

Estou falando isso porque nunca fui uma pessoa interessada em serviços domésticos. Mellina tem muito mais dom para essas coisas do que eu, e certamente quando casar vai estar mais preparada. Mas acontece que eu descobri que na sua própria casa tudo muda de figura. A casa de mamãe nunca foi um exemplo de arrumação (minha mãe é a maior guarda-tralhas da paróquia), mas sempre está limpinha, geladeira preenchida por comida, mesa posta. Meu apartamento, por outro lado, não estava seguindo esse padrão. E a culpa disso é do rodízio de cirurgia! Porque estou saindo de casa às 6 e meia da manhã de domingo a domingo, e chegando morta de cansada, sempre tendo que resolver problemas mais urgentes. Estava delegando as coisas ao Capitão, e esse também foi um erro. Não é culpa dele! A casa de Amilson é um assunto que eu nem quero comentar... Se minha sogra estivesse viva talvez fosse diferente, mas homens tomando conta nunca daria certo mesmo. Assim, Amilson não tem referência nenhuma de limpeza doméstica como eu tenho. Paciência...

Hoje, segunda-feira, resolvi faltar no hospital e ficar em casa fazendo serviço de piniqueira. Por vontade própria, por necessidade. E foi a melhor coisa que fiz. Vocês não têm noção de quanta coisa meu marido trouxe do quartel e colocou na geladeira, há um bocado de tempo, e não usou (imaginem como ela estava limpinha...). Mas, enfim, assumi meu posto de dona-de-casa, dei meu jeito e está tudo no lugar agora.

Procurarei arranjar tempo para esta faxina, porque não dá para empurrar certas responsabilidades...

Beijo a todos!
P.S.: Eu na lua-de-mel, no Cruzeiro, em Gravatá, há um mês atrás!

2 comentários:

Monica disse...

Aiii meu Deus... espero que quando for a minha vez eu consiga deixar tudo arrumadinho tbm... Pq eu sou péssima nisso!
rsssssss

Hummm lua-de-mel?
Carinha de feliz, hein?
kkkk

Cheirossssss

mar disse...

ai lua de mel.. q coisa ruim hein? :)