terça-feira, 4 de maio de 2010

FECHA A BOQUINHA, LULU, VAI...


Ana Luiza completou 2 meses ontem. Tomou o caminhão de vacinas próprias da idade e passou o resto do dia dormindo, abusada. Hoje acordou com febre, que passou logo após a dose de paracetamol, comeu, cochilou, fez cocô, tomou banho, comeu de novo, cochilou de novo e acordou, até que a mãe dela teve a brilhante idéia de colocá-la no carrinho para tentar fazer alguma outra coisa na vida (como preparar o almoço, por exemplo). Aí o barraco desabou.

Comprei um carrinho hi-tech, cheio de pra-quê-isso, mas poderia ter comprado um de 2ª mão na feira que faria o mesmo efeito: Ana Luiza odeia ficar nele. Não passa 10 minutos que sejam e desata a chorar sem consolo. Tá certo que para ela chorar não precisa muita coisa: chora porque está com a barriga vazia e porque não quer mais mamar; porque vai tomar banho e porque o banho acabou; porque quer colo e porque colocaram ela no colo... Ela só não chora quando está dormindo, e mesmo assim de vez em quando faz um barulhinho que parece uma reclamação. O caso é que Lulu dorme cada vez menos, fica cada vez mais horas acordada e - consequentemente - chorando. Às vezes uma mamadeira cheia resolve, às vezes um colinho na cadeira de balanço resolve, mas na maioria das vezes NADA resolve: ela chora, chora, chora, estica o pescoço para trás, agita as perninhas e consome o juízo de quem estiver por perto.

Pode ser refluxo? Pode, a partir de 2 meses é um diagnóstico que deve sempre ser excluído. Mas vamos combinar que Lulu não tem todos os sintomas, praticamente só o choro, e este não tem relação com a alimentação, ela pode muito bem começar a chorar no meio de uma risadinha, simples assim. É, tá certo, eu deveria ter levado Ana Luiza na pediatra. Pois é, não levei para a consulta de 1 mês. Não estou certa não, fiz o que os pais dos meus pacientes sempre fazem, minha culpa, eu confesso. Achei que minha vasta (?) experiência como médica poderia resolver sozinha os problemas dela, mas comprovei que santo de casa não faz milagre, e com Lulu eu não sou "doutora", sou mãe. A consulta já está marcada para o próximo dia 12, até lá só suposições. E fugas, como a de agora.

Lulu chorando, revoltada com o carrinho, coloquei no braço muito zangada por não poder ter uma vida normal (pelo menos um pouquinho dela), mas não teve acordo: já estava deflagrada a 3ª Guerra e não iria ter volta. Dei mamadeira outra vez, ela cuspiu quase tudo na minha cara. Troquei a fralda (quase seca) por desencargo de consciência e ela continuou chorando. A vizinha aparece na porta (vizinhos têm fórmula mágica para a vida dos outros, já notaram?) e pergunta: "Por que ela está chorando, tadinha?". Querida, se eu soubesse já tinha feito parar, não acha? Tá pensando que eu gosto de ouvir essa orquestra sinfônica? Será que eu belisco Ana Luiza só pra fazer o mal? Faça-me o favor...

Não tive outra alternativa senão ligar pra mamãe: "Leva Ana Luiza daqui, pelamordedeus, que eu não tenho mais paciência!!!". Detesto fazer isso porque conheço minha mãe (é ótima, ai de mim se não fosse por ela, mas tem certeza de que eu não sei fazer nada sozinha...) e acabei dando motivo para ela espalhar aos 4 ventos que "só vovó sabe dar banho em Aninha, só vovó sabe trocar fralda, só vovó sabe botar pra dormir, Aninha nem chora quando está com vovó"... Mas era isso ou entrar em surto psicótico e Deus sabe o que eu seria capaz de fazer. Optei por uma tarde livre de choro de criança, livre de cocô, fazendo só o que eu gosto, e isso inclui tomar coca-cola, porque se com esse estresse todo eu tivesse cortado o refrigerante já estaria internada no hospício...

São poucas, mas existem mulheres no mundo que não vêem poesia em ser mãe e perder toda a sua vida por causa de um bebezinho. Que por mais que gostem daquele ser que de repente surgiu na sua vida, também gostariam muuuuito de ficar sozinhas de vez em quando. Talvez eu seja uma delas e por isso ainda não virei o modelo de mãe que todos conhecem, quem sabe nunca chegue a virar. Devo ser uma das poucas que está achando uma maravilha só ter conseguido 4 meses de licença-maternidade, se fosse obrigada a ficar em casa 6 meses com Lulu eu ficaria louca. Vai ser bom até voltar pro meu posto nos cafundós-de-judas e pro meu plantão monstro do sábado à noite, tudo pra ter algumas horinhas de paz e quietude. Algumas horinhas como as que eu terei hoje à tarde...

Será que esse alívio que eu estou sentindo é pecado??? :O

4 comentários:

Luciana Amâncio disse...

Diz a Aninha que TiaLú vai ler Horkheimer, Adorno, Heidegger e Nietzsche pra ela... Leio bem pausadamente: "o ser e a essência... o ser..."
Ou, então, TiaLú vai botar filme iraniano pra gente assistir... ou TiaLú vai ficar com Aninha escutando ópera...
- Será que ela não dorme??? Leitura de Filosofia, Filme Iraniano e ópera (sem ser no Teatro) é SEMPRE chato...!

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Vou botar ópera no segundo volume... e dormir, agorinha... acho que com ela funciona... OU ELA VAI CHORAR NO RITMO!!! :P rsrsrs

Paty disse...

Realmente é muito cansativo e tem horas q a gente não sabe se vai aguentar, mas o amor de mãe é maior q tudo e a paciência tb (rsrs)...
Cuidar de uma bbzinho é muitooooooo cansativo mesmo,as as pessoas parecem nao entender, q mãe tb precisa de banho, d ir ao banheiro, d comer....
Depois que nos tornamos mãe acabamos esquecendo d nós mesmas,quando meu filho tinha idade do se,mtas vezes me sentir uma mãe muito ruim, principalmente quando o Henrique acordava d madrugada e nao queria mais dormir, e eu queria q ele durmisse, pois estava exausta, minha paciencia andava a zeroooo, namorar nem pensarrrrrrrr rs...
Cada fase é um trabalho,isso posso te garantir,mais tudo vale mto a pena,é um amor tão grande q parece não caber no meu peito..incondicional.

Desculpe pelo texto longo.

Beijocas!

Ju disse...

né não...em 9 meses eu nunca fiquei mais de uma hora longe da Lulu. Não que eu não quisesse e precisasse. Falta de ajuda , mesmo. minha mãe nunca trocou uma fralda ou deu um banhinho nela...E se peço pra ficar meia horinha pra eu ir cortar cabelo por exemplo , em 5 min ela ja me liga chorando.Minha Lulu e muito inquieta não para , estao ate desconfiando que é hiperativa.jezuis!Mas é difícil demais , sabe?Eu sofri muito nos primeiros meses,ainda mais por ter que dar conta de outros problemas.Mas to aqui.vivinha.em frangalhos ,mas viva!rs

Ju disse...

viu , sei que vc é médica coisital, mas posso falar?acho que é refluxo mesmo. To expert nesse assunto.Faz o raio-x(o exame é uó,mas pelo menos não dói).O médico vai receitar motilium e Label , e ó, te adianto.não servem pra nada.Acabo de voltar do peds , e ele mandou tirar os remédios.faço o que agora???