terça-feira, 22 de junho de 2010

ATUALIZANDO...


Não parei um minuto desde que minha vida de trabalhadora recomeçou. Domingo estava cansadíssima, ainda tinha jogo da seleção e Lulu aperreada com tantos fogos de artifício... Ontem cheguei em casa quase à noite, Lulu queria brincar antes de dormir, quando ela pegou no sono eu capotei na cama, nem quis jantar... Hoje cheguei mais tarde ainda, ela já estava sonhando, nem cheguei perto para não acordá-la. Estou aproveitando uma brechinha antes de desmaiar de cansaço novamente para passar por aqui.

O primeiro dia do plantão foi bem fácil. Como Lulu dorme cedo, saí de casa justamente na hora em que ela começava a dormir, sem traumas. Dei plantão sozinha, sem outra pediatra, então deixei a emergência fechada e me concentrei na sala de parto, super tranquila, só 2 normais e 1 cesáreo. Ontem Lulu acordou às 3 e meia da manhã, de modo que deu tempo de dar banho e brincar com ela antes de ir trabalhar. Mas hoje... Ela estava tão cansadinha que só acordou às 6 e meia, e eu tenho que sair nesta hora senão perco a carona do Capitão (e passo a ter que pegar 2 ônibus em vez de um só...), então não deu nem para dar o leitinho dela antes de sair... Lulu abriu um sorriso imenso, daqueles que só os bebês conseguem dar quando acordam, jurando que a gente iria brincar um pouquinho, e eu tive que entregá-la para minha mãe... Tenho certeza de que sofri mais do que ela com isso (quer coisa melhor que avó? Todas as vezes que liguei para mamãe durante o dia ouvi as gargalhadas de Lulu no telefone!), aí começou a bater aquela dorzinha dentro do peito... Mãe é mesmo um bicho besta.

Respirei fundo, botei a cabeça no lugar e raciocinei:
  • Primeiro de tudo: eu não posso ficar sem trabalhar. A vida tá difícil, o Capitão não ganha o suficiente, fiz 2 financiamentos e tenho que pagá-los, senão vou presa.
  • Segundo: amo minha profissão. Trabalho numa comunidade pobre, longe pra dedéu, e lá o pouquinho que eu faço faz uma diferença enorme. Isso leva a autoestima da gente lá pra cima!
  • Por último: mães felizes, filhos felizes, e ninguém é feliz abdicando de seus sonhos. Portanto, eu preciso continuar sendo médica.
Como o São João no Nordeste é uma grande festa, o feriado vai de amanhã (23) até domingo (27). Vou dar 24h de plantão no sábado, mas tenho outros 4 dias para ficar grudada em Lulu. Quando o tempo é contado a gente aprende a valorizá-lo, tenho certeza de que nem as crises de choro dela irão me deixar chateada. No mais eu tô feliz. E é somente isso que importa...

13 comentários:

Vivian disse...

Muito bom! O importante é estarem felizes. E teria outra pessoa melhor no mundo pra deixar sua filhinha do que a sua mãe? Que bom que tem ela né!
Lulu está linda, linda!
Bjo grande!

Diário de alguém que ama! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jacke Gense disse...

Nossa Ma.. acho que os dias que vc tem que dar plantão 24hs teve ser o mais punk né? Mas faz parte da sua linda profissão!
Poxa... fico super feliz em ver que vc está tirando de letra tudo isso!!

SUCESSO GAROTA!

Luciana Amâncio disse...

Qué-qui Neci tanto diz a ela pra ela gargalhar?!? Eu dando 10 reais por um risinho de canto de boca e ela nem-nem pra mim...! Traumatizeeeeei!!! Quero que ela sorria pra mim...! =)

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Estou passando aqui para divulgar que estou fazendo um SORTEIO no meu blog de CUPCAKES...e peço um mega favor em divulgar para seu seguidores..pois acredito que será um sucesso...além de serem deliciosos...rs

Desde já agradeço.

bjs
Tati Bonotto

http://www.tatidesignercake.blogspot.com

Andrea Bettiati disse...

Oi Ma, tudo bem??? complicada essa vidinha ne?? mas no final tudo da certo e ficamos felizes, o que é o principal!!!!!!!! obrigada pelas suas visitas e comntarios viu???? beijos

lunaolargachupeta.blogspot.com

Paty Fortunato disse...

Mãe só poderia ser mulher mesmo...pra dá conta de tudo e no final do dia sorrir,o importante é q estão felizes.
A Lulu tá linda.

ps: amiga, a Aline me disse q te mandou um e-mail e vc não respondeu,vc viu? ah,e o kit chegou??

Beijocas!

Paty Fortunato disse...

Ahhh,esqueci...
A pampers falou de vc e do seu blog no twitter, mais não tinha seu nick,vc não tem twitter??

Ser mãe é viver constantemente feliz! disse...

Eu acho que vc está certa, deve continuar trabalhando sim, ela vai crescer e ficará orgulhosa do trabalho da mãe....temos que passar por essa fase de "culpa e desapego"..mãe sofre mesmo.....bjs

Fabiana disse...

Depois que voltei a trabalhar, cada minuto ao lado da minha princesinha virou ouro.

Aproveito e curto muito.

Só assm pra aguengar a distância.

Bjos.

Michelle Chimelo disse...

Olá tudo bem???
Passei aqui pra ver seu cantinho e adorei, que filha mais linda, nossa vc voltando a trabalhar ainda bem que não desanima né, eu nao sei se aguentaria, estou esperando Melissa que deve chegar em uma semana, vou te seguir tá, me segue também pra trocarmos idéias desse mundinho maravilhoso rsrs nomundodamel.blogspot.com
Bjinhos espero sua visitinha!!!!!!

Chris Ferreira disse...

OI Marcella,
é isso aí, o importante [e que você está feliz e com isso fará sua filha e família feliz. Aproveita muito esses 4 dias.
A volta ao trabalho é uma loucura mesmo e com o tempo nós vamos nos adaptando melhor. E você ainda tem a dua mãe, né?
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

mamaefoitrabalhar disse...

Oi Marcella, essa vida de mãe-médica é dura mesmo,né! Que bom que vc tem ajuda da sua mãe. Isso dá muita segurança.
Lula tá linda, com cara de super feliz.
Beijos
Fernanda