terça-feira, 8 de março de 2011

CARNAVAL EM MACEIÓ

Carnaval, aquela festança em Pernambuco, frevo pra todo lado, e eu decido fugir com a família para um lugar mais "tranquilo". Maceió era o destino que cabia no nosso bolso e na nossa disponibilidade de horários, então viemos achando que seria tão bom quanto a viagem a Natal. Bem, não está sendo exatamente assim...

Nada contra a cidade de Maceió: bonita, acolhedora, cheia de praias exuberantes. A única questão é que tudo isso eu já tenho em Recife. Aliás, Maceió é praticamente uma filial de Recife, as duas cidades são muito parecidas, exceto o trânsito (que é muito mais doido na capital pernambucana) e os motoristas (que são muito mais educados na capital alagoana). O hotel é muito bom, tem uma piscina linda, e Lulu adora piscina. Acontece que pra uma menina de 1 ano que só quer saber de correr e pular na água, piscina não é assim um local dos mais seguros. Eu e o pai estamos muito mais cansados do que quando chegamos aqui, porque ela não pára quieta nem um segundo, não consegue dormir durante o dia por causa do barulho (afinal, é carnaval em todo o país...), não se distrai com coisa alguma e pra completar pegou uma gripe.

Por mim iria embora hoje. Estou quase pegando o avião e voltando pra casa (mentira: estou com sérias restrições orçamentárias depois do rombo no meu salário este mês, as passagens já estão compradas e eu não posso gastar nem um centavo extra). Ela agora está dormindo, mas acorda de 5 em 5 minutos para tossir e chorar. O nariz está tão entupidinho que nem consegue chupar chupeta e respirar ao mesmo tempo. E nós estamos aqui, presos no quarto, sem poder sair pra canto nenhum. Não seria melhor estar em casa?

Tudo bem, só falta um dia. E parece que chegamos àquela fase em que viajar com a bebê vai ficar difícil. Sabe, quando eles começam a andar e querem descobrir o mundo todo, mas não tem noção de velocidade nem de obstáculos? É sempre mais seguro estar em casa, ou então na casa de amigos e parentes. Hotel não é uma boa opção, cheio de gente estranha, piscinas lotadas, crianças maiores correndo ao ponto de quase derrubarem minha bebezinha que mal se equilibra nas pernas... Outra viagem grande assim, só quando ela estiver com mais idade.

Vou ficar aqui, lendo os blogs, pra ver se o tempo passa...

4 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Marcela
Como entendo vc... criancinha merece calma mesmo... vc tem toda razão!!!
Estou oferecendo um Retiro Espiritual em meu Blog... é tempo de reflexão!!!
Seja muito abençoada e feliz!!!
Bjs de confete e serpentina de paz

Mônica Dias disse...

Hummmm... como assim??? Vi no outro post que Lulu fez 1 ano, já???
Como o tempo passou rápido, meu Deus.

Pois é... Já fui a Maceió e acho parecido com Recife tbm... imagino que no carnval não seja mto diferente tbm não.

Bjsssss

Kelly Resende disse...

Dureza hein, Marcella, ninguém merece criança doentinha em viagem. Ontem mesmo comentei com meu marido que ainda bem que nós não viajamos no carnaval senão teria acontecido a mesma coisa, já que a Clara tb ficou doentinha no final de semana.
Bom, mas já que vcs estão aí tenta relaxar e aproveitar o ultimo dia, dar uma volta nas feirinhas, curtir um pouco a praia, sei lá.
Beijos e melhoras pra Lulu.

Fabiana disse...

Tenho um carinho especial por Maceió já que passamos nossa lua-de-mel aí. Mas concordo plenamente que com criancinha doente nada melhor que estar em casa.