quinta-feira, 12 de abril de 2007

"EU NÃO SEI PARAR DE TE OLHAR..."


Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar subentendido

Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor obrigação de acontecer

Eu acho tão bonito
Isto de ser abstrato baby
A beleza é mesmo tão fugaz

É uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer

Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então!
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer

Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber


Eu, prisioneiro meu
Descobri no breu
Uma constelação

Céus
Conheci os céus
Pelos olhos seus
Véu de contemplação

Deus condenado eu fui
A forjar o amor
No aço do rancor
E a transpor as leis
Mesquinhas dos mortais

Vou
Entre a redenção
E o esplendor de por você viver

Sim
Quis sair de mim
Esquecer quem sou
E respirar por ti
E assim transpor as leis
Mesquinhas dos mortais

Agoniza virgem fênix o amor
Entre cinzas arco-íris esplendor
Por viver as juras de satisfazer o ego mortal

Coisa pequenina
Centelha divina
Renasceu das cinzas

Onde foi ruína
Passaro ferido
Hoje é paraíso

Luz da minha vida
Pedra de alquimia
Tudo que eu queria
Renascer das cinzas

Quando o frio vem nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer a luz na escuridão
E a dor revela a mais esplendida emoção
O amor ...

4 comentários:

Paulinha disse...

Eita...Declarações de amor!!!
Hummm...amei a reforma do Veleiro...
Ficou show!!

Bjosssssssss

Renatinha disse...

Ai que lindo ...
músicas lindas ..
veleiro com novo layout .. adorei :D .. Bjus.

Monica disse...

Adorei a nova cara do Veleiro!
rssss
E as músicas! Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Lindassss!

Bjos pra tu!

Maria Carolina disse...

Ei... sacanagem...
Vercilo é lasca...
Depois vc reclama que abandonei o veleiro... como posso chegar aqui e encontrar essas músicas... dá vontade de fazer besteira...
Beijos