terça-feira, 3 de abril de 2007

MEU CAVALEIRO DO AMOR...


A versão original...

Teus olhos são negros, negros, como as noites sem luar ... / São ardentes, são profundos, como o negrume do mar... / Sobre o barco dos amores, da vida boiando à flor, / doiram teus olhos a fronte do Gondoleiro do amor...
Tua voz é a cavatina dos palácios do Sorrento. / Quando a praia beija a vaga, / quando a vaga beija o vento. / E como em noites de Itália, ama um canto o pescador / Bebe a harmonia em teus cantos o Gondoleiro do Amor.
Teu amor na treva é um astro, no silêncio, uma canção / É brisa nas calmarias, é abrigo no tufão / Por isso eu te amo, querida, quer no prazer, quer na dor. / Rosa! Canto! Sombra! Estrela! do Gondoleiro do Amor.

A versão adaptada para mim...

Teus olhos são negros, negros, como as noites sem luar ... / São ardentes, são profundos, como o negrume do mar... / Sobre o barco dos amores, da vida boiando à flor, / doiram teus olhos a fronte do Cavaleiro do amor...
Tua voz é a cavatina dos palácios do Sorrento. / Quando a praia beija a vaga, / quando a vaga beija o vento. / E como em noites de Recife, ama um canto o Apocalipse / Bebe a harmonia em teus cantos o Cavaleiro do Amor.
Teu amor na treva é um astro, no silêncio, uma canção / É brisa nas calmarias, é abrigo no tufão / Por isso eu te amo, Marcella, quer no prazer, quer na dor. / Rosa! Canto! Sombra! Estrela! do Cavaleiro do Amor.

E assim começou a nossa bela história de amor...

Valeu, Castro Alves! :D

3 comentários:

Paulinha disse...

AI QUE LINDOOOOOOO!!!!
HAHAHAHAHAHA
AHHH O AMORRRRRRRRRRRRRRR

BJOSSSSSSSSSSSSSS

Monica disse...

Humm que lindoooooooooo!
Meu feriado começou hj!!!!

Bom feriado pra vc tbm!
Bjsss

Maria Carolina disse...

Nooooooooosa!
Esse capitão-noivo... tinha coisas de capitão desde o início...
Só podia acabar em casório...