quinta-feira, 5 de abril de 2007

FERIADO É FERIADO, E COISA E TAL...


Hoje deveria ser o início do meu feriado, mas resolvi fazer medicina, e parece que não existem essas coisas no mundo... Tive aula de Neuro às 7 da manhã, à noite tenho plantão no Otávio de Freitas e amanhã no HR. Ou seja, feriado: o que é isso?

Neurologia é a disciplina mais temida do curso. Se vocês acharam que eu já me estressei o suficiente nos últimos 7 períodos, podem ter certeza de que não viram nada. Em Neuro só o aluno laureado consegue tirar 5,0: o resto amarga notas parecidas com 1, 2... Os mais estressados já começaram a se desesperar (eu sei de um que, no 2º dia de aulas já estava à beira de um ataque de nervos...), mas eu, uma pessoa calma e tranqüila, estou aqui escrevendo no Veleiro. O poço da serenidade...

Só um comentário sem maiores explicações: esse negócio de Orkut é ótimo porque a gente sai adicionando as pessoas e elas imediatamente viram nossos melhores amigos! kkkkkkkkk E eu sou muito cínica mesmo...

Tá bom, não é cinismo (que palavra feia!). É que, em nome da boa convivência e da felicidade alheia, algumas regras precisam ser respeitadas. Assim, fazer com que alguém permaneça na ignorância acerca de determinados fatos que aconteceram em sua vida (e que a pessoa nem percebeu) é uma demonstração de apreço e amizade, uma vez que o conhecimento da verdade pode trazer prejuízos irreparáveis (e desnecessários, diga-se de passagem...). A verdade inteira nem sempre é mais importante: meia verdade às vezes é suficiente...

Aliás, já que toquei nesse assunto, se fosse pra falar realmente a verdade deveria haver troca de gentilezas entre os pares envolvidos, e não insultos e xingamentos (o que provavelmente ocorreria). Afinal, nasceram 2 casamentos! Veja como foi produtivo! A felicidade dobrou! Que maravilha! É uma pena que nem todo mundo consiga enxergar assim...

(Pronto, não tem jeito. Toda vez que eu falo nessa história acabo provocando o Capitão...)

Mas por quê comecei a falar nisso? Porque - também em nome da boa convivência e da felicidade alheia - nem todos os meus convidados estarão presentes no casamento do ano. Embora eu tenha uma inexplicada vontade de enxergar todas as possibilidades de futuro que a vida já me ofereceu reunidas num só lugar, no exato momento em que eu reinarei absoluta ao som da Ave Maria de Gonoud (ufa!), concordei com o desfalque (eu sou uma pessoa boa...), para evitar uma tragédia grega na Capela. Cadê? Estou esperando os agradecimentos! Não estou uma pessoa moderna e equilibrada?

Mas eu já gosto de relembrar coisas perdidas...

Enfim, amanhã faz um ano do meu noivado (e agora quem está esperando os agradecimentos é outra pessoa...), parabéns para mim e para o Capitão-noivo-mais-perfeito-do-mundo! E parabéns também para minha aliança linda, que me lembra todos os dias que há alianças demais nessa história e que todos nós somos os melhores presentes dados por Deus às pessoas certas (somente às pessoas certas, e pode me agradecer de novo, moça!). E coisa e tal, e tal e coisa!

É feriado e possíveis tergiversações à essa hora já pegaram a BR, portanto, concentremo-nos em Neuro, na saudade que sinto do Capitão-cozinheiro que está no quartel, nas horas que não passam e nos meus plantões sem fim.

Esse post hoje foi tão arrodeado que nem eu me lembro porque comecei a escrevê-lo...

3 comentários:

Renatinha disse...

Esse post ficou um pouco confuso kk ?!?! E Parabéns para vcs pelo níver de noivado !! Bjus :D

Monica disse...

Pois é... concordo com Renatinha!
Voeiii!
rsss
O importante é o noivado!
Obaaaaaaaaa!
Parabéns!!!!!!!
Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!

Bjssss

Maria Carolina disse...

Hahahahahahaha!
Muito bom esse post. Acho q deveria ter muito agradecimento aí mesmo. E a boa convivência é fundamental.
Acho q meias verdades são mais que suficientes pra quem fica pensando na vida e não vê oq tá acontecendo nela.
Como assim Ave Maria? Nada contra ela... mas cadê SHE?

Beijos